domingo, 9 de outubro de 2011

Nós estamos a fazer uma revolução silenciosa em Portugal

A Silenciosa crise da democracia
"Nós estamos a fazer uma revolução silenciosa em Portugal e as pessoas não estão a aperceber-se", disse  há dias (20/09/2011 o secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro.

5 comentários:

Fuzo Observador disse...

O Secretário de Estado está enganado, as Pessoas estão a aperceber-se e bem, não duma revolução como ele lhe chama mas antes contra-revolução, pois não se fazem revoluções para piorar as coisas, embora ás vezes aconteça, e no caso presente já nos «puseram» de calças na mão, e de mão estendida, se isto é revolução, vou ali e já volto.
Um abraço e as tuas melhoras
Virgilio

TINTINAINE disse...

Ah malandro que não estás a cumprir as ordens do médico!
Olha se ele te apanha!
Queres apanhar uns «quartos de leme» de castigo?

edumanes disse...

Boa tarde amigo Valdemar,
Te apanhei com a boca no (botija)
Mas fica tranquilo,
Porque fico de boca calada!
Que bom é ler teus artigos
Para os poder comentar.
Espero que estejas a recuperar
bem a tua saúde, para que possas
continuar, aqui com a mesma alegria que sempre tiveste.

Muito saúde para ti, meu amigo
Um abração do compadri,
Eduardo.

Anónimo disse...

Finalmente já posso comentar... Esta da Revolução Silenciosa deve ser daquelas sem mesmo barulho nenhum porque ninguém a ouve.
Valdemar Alves

Anónimo disse...

Só para dizer... Que espero que tudo esteja a correr pelo melhor porque a tua falta é sentida.
Valdemar Alves