quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Um Padrinho e Barbas!!! Que feliz se sente o Menino


                                                                  Menino atrevido
                                                        riodouroniassa.blospot.com
Mesmo a forte intempérie que grassava  desde a Póvoa do Varzim até Nogueira da Regedoura, não foi o suficiente para desmotivar o Padrinho a não vir pessoalmente conhecer o seu novo afilhado e doar-lhe umas tantas e preciosas  prendas.
Por mim sou suspeito ao tecer grandes elogios, pois poderão pensar que estou a puxar a brasa para a minha Sardinha, ou então a dar Graixa ao Cágado.
Esta é a minha sincera conclusão. Gosto daquilo que o menino já dispõe neste momento, mas como fez questão de realçar o Padrinho três opiniões valem mais que duas e assim sucessivamente, pelo que os avaliadores, podem e devem dizer da vossa justiça "se assim está bem" ou se haverá alguma coisa a modificar na vestea.
Não vou falar do Carlos Tintinaine, porque ele entra-nos diáriamente casa dentro,  todos nós nutrimos por ele uma enorme admiração e lhe reconhecemos que é dotado de uma enorme capacidade.
Mas acreditem amigos, o Carlos é daqueles seres humanos que não para de surpreender pela positiva. Segundo me dizem quem o conheceu e lidou com ele há muitos, o Carlos não o é ao sabor dos ventos . O Carlos é,porque é!!! O Carlos é uma pessoa simples e fabulosa.
  Sinto uma enorme alegria em o ter conhecido e não me custa reconhecer, que se não fosse o Carlos os meus Blogues não teriam o impacto que tem e nunca teria conhecido os amigos que tive a honra de conhecer e hoje é um privilégio, poder contar com eles como pessoas de bem, sempre prontos a ter uma palavra amiga em todas as horas.
Não basta estar bem vestido e bem apresentado para ter uma vida saudável, este o menino mais recente e que dá pelo nome de
riodouroniassa.blogspot.com
Terá de ter as visitas regulares de amigos.
Um Bebé tem necessáriamente de ser amparado para crescer livremente.
Resta-me uma vez mais e para terminar, reiterar de novo o meu reconhecimento ao Padrinho do Menino.

4 comentários:

Agostinho Teixeira Verde disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Agostinho Teixeira Verde disse...

Como eu tanto gosto
Das tuas palavras ouvir
Quando falas, aposto
Estão nelas o teu sentir

Ao falar no teu menino
Que amparas com carinho
Já é bastante crescido
E tem um bom padrinho

Como é bom ver os dois
Pegar no menino à porfia
E seres amigos como sois
Também me dá alegria

Falta-me saber, apenas
Se houve lauto banquete
Aos amigos, não fazes cenas
Como tirar-lhe o tapete

Atrevia-me a perguntar
Qual o nome da criança
Mas vejo no Blog flamejar
Uma enorme força de esperança

Portanto, acabo afinal
Sabendo o nome de sua graça
Aliastes Moçambique e Portugal
Com orgulho: Riodouroniassa

Valdemar disse...

Àh grande poeta
Que bom ter-te como amigo
O Puto já tem Cueca
Como tal não crre perigo

Já quanto à Jantarada
Fiquei um poco desiludido
O Carlos não quiz papar nada
Fica para o Verão, para Sebolido

O Menino aí já terá dentes
Mesmo até outra roupagem
O Padr. Carlos foi a Trás-os-Montes
O afilhado, deseja-lhe boa viagem.

Por agora vou terminar
Um abração do coração
Serve para te convidar
Ao Douro vires no Verão

edumanes disse...

Dois poetas engontrei
No blog,dos marinheiros
Por onde andastes eu andei
Por Metangula passageiros.

Tu e o teu menino
Que sejam muito felizes
Trata dele com carinho
Gosto muito do que dizes.

Valdemar, Carlos e Agostinho
Por todos tenho consideração
Todos vivemos neste cantinho
Samos todos da mesma geração.

No inverno ou no Verão
À beira do teu Rio Douro
Em qualquer ocasião
Será para ti o grande tesouro.

Tuas jantaradas e banquetes
Com teu colesterol tem cuidado
Para lançares muitos foguetes
Vai vivendo tua vida sossegado.

Disso eu tenho a certeza
Porque és muito educado
Respeitas pessoas e natureza
Não andas no mundo enganado?

Neste mundo em que vivemos
Meus amigos muito obrigado
Por muito o que já fizemos
Não queremos regressar ao passado.

Nossas vidas ainda não terminaram
A luta para melhor não pode parar
Nossos netos que ao mundo chegaram
Contra a exploração a uma só voz gritar.

Ser feliz, é da vida o melhor
Cujas condições querem acabar
Sem felicidade tudo será pior
Contra a terania vamos marchar.