domingo, 21 de agosto de 2011

Misérias e coisas muito boas.

Porca Miséria
O Problema com as Agências de Rating e os três AAA das agências de notação, é a palavra dos politícos valer três zeros.
Bateu no fundo.
Quando uma declaração de um governante alemão pode lançar milhares de trabalhadores no desemprego em Portugal. Está tudo dito....
Mais palavras para quê?

SENTIA JÁ TANTAS SAUDADES....
Desde que me foi diagnosticada a doença: que, não tinha voltado a Espinho nem para caminhar no Passadiço, nem para ver o Mar.
Saudades....Como podia não as ter?
Se aqueles locais eram as minhas companhias em muitos dias no mês. Sinceramente sentia imensas  saudades.
Hoje Domingo, levantei-me por volta das nove da manhã, o tempo estava convidativo e lá fui eu na Scotter em camisa de mangas curtas até aquele que seria o lugar desejável.
Parei a respectiva e lá caminhei no Passadiço  cerca de 800 metros.
Parei a deliciar-,me com o mar chão e como não podia deixar de ser; trocamos umas mensagens.
Se senti, pena de não fazer o trajecto habitual? Claro que senti.
O Passadiço estava com muitos caminhantes. Eu tinha outros compromissos e aqueles 20 minutos ali passados foi um reabastecer de novas vitaminas.
Como é maravilhoso termos estas paixões, a quem dedicamos grandes amores.
Senti-me rejuvenescido e se calhar a aragem do mar abriu-me o apetite.
Comi muito mais.
Quando sabemos amar, apaixonamo-nos por qualquer local.
Hoje Fui muito feliz ali.

2 comentários:

António Querido disse...

É frequentando lugares onde nos sentimos felizes, que a tristeza desaparece, vives num lugar maravilhoso que não me canso de visitar, portugal é lindo!
Continua desfrutando destas paisagens de sonho e conversando com o teu Rio e com o nosso Atlântico, eles conhecem-te bem e compreendem-te!
Um Abraço

edumanes disse...

Boa tarde amigo Valdemar, marinheiro.

Saudades sentidas,
Como as não podias ter
Mesmo das noites perdidas
Não te podes esquecer

De todo o tempo já passado,
Foi não torna a vir
De tudo estás lembrado
Deixaste moças a sorrir.

Já bateu no fundo,
O pior está para vir
A miséria anda pelo mundo
Ainda há quem esteja a rir.

Continuação de boa semana,
m abraço
Eduardo.