quinta-feira, 18 de agosto de 2011

A Partilha II

Talvez alguns ou quem sabe  mesmo muitos amigos terão algumas reservas da forma como falo da doença que me foi diagnosticada (um cancro no Esófago já com ramificações).
Amigos: acreditem, que eu não sou louco nem herói, apenas mais um de entre tantos que a vida nos dotou de alguma capacidade e oportunidades que não desperdiçamos.
A nossa força de viver e a maneira como encaramos as adversidades, são fruto de uma longa luta, primeiro quando superamos a dependência do álcool, depois a entrega  total no combate ao flagelo do alcoolismo e não só.
Por cada doente que ajudamos  a recuperar e antes  pelo trabalho que desenvolvemos, e após o tratamento é para nós uma mais valia de valor incalculável, são os nossos meninos que por vezes temos dificuldade em classificar.
Sofremos muito; quando estamos a recuperar um doente e ele caminha para uma vida plena de dignidade e acontece, que por razões que a própria razão desconhece, mergulha de novo no álcool.
Mas voltando ao meu caso pessoal e eu não gosto de me individualizar, porque eu não sou um herói , mas apenas um lutador. Lutador que se tenho força que me permite  superar, quase tudo com  grande `s vontade, é  porque:
1º - O apoio que sinto dos muitos mas mesmo muitos amigos que se solidarizam comigo no meu dia a dia.
2º - Porque estou tão à vontade porque sei: que o Cancro numa me poderá ganhar.
Digo nunca me conseguirá ganhar: porque a minha vida e obra vai  muito para lá de mim e isso ele não conseguiráa nunca lá chegar.
3º - Que me perdoem os meus amigos mas o ponto da situação clínica farei-o sempre e só em eucontraela.blogspot.com
Até logo e vivam um dia de cada vez pleno de luta, que essa luta vai conduzir-nos a um poço de grandes energias.
Abraços ou Beijos.

7 comentários:

TINTINAINE disse...

Força companheiro!
Prepara-te para o dia de hoje que vai ser de mar agitado e se te sentires muito "mareado" lembra-te que amanhã já te sentirás melhor.
Um abraço!

edumanes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
edumanes disse...

Não te deixes adoecer,
Na terra ou no Mar
Sempre lutaste para vencer
Assim, possas continuar
Valdemar, marinheiro
Em qualquer lugar
Amigo verdadeiro
Não te vamos esquecer

Muita força. Um abraço
Eduardo.

Piko disse...

É totalmente verdade que somos todos iguais e todos tão diferentes!... Temos reacções muito iguais ao que acontece de bom e quando acontece de mal... Ou seja rimos perante as alegrias e choramos perante as adversidades... Mas as capacidades para aguentar dias, semanas, meses e anos difere bastante de pessoa para pessoa... Uns suportam perfeitamente, enquanto outros nem por isso... Terá muito a ver com vários pormenores em que os caminhos percorridos são determinantes para o estofo que se ganha, ou não, e que ajuda a enfrentar, qualquer que seja o problema... O meu conterrâneo e nosso amigo Valdemar Marinheiro tem esse estofo, porque, como diz, tem o treino intenso e duro que começou lá bem atrás nos anos quarenta! Nesses tempos, as coisas eram entendidas de maneira diferente e muita gente não percebe isto!... Um exemplo que posso ir buscar ao futebol dos anos cinquenta: Fazia-se treinos, em que os mirones nem entravam, onde a preparação física, por vezes, era levar sacos de areia às costas a subir e a descer degraus! Onde se faz isso agora? Até podia ser errado, mas o que quero acentuar é que temos esse estofo connosco e que ninguém nos tira, nem que se esfolem todos!
A seguir a comunicabilidade do Valdemar em qualquer lado e com toda a gente é outra vertente que marca muito e que todos respeitam!
Daí, eu perceber o "peito aberto" que é o Valdemar, porque sempre enfrentou assim as coisas boas e menos boas que sempre vieram ter com ele, mas também sabiam que não ficavam sem uma resposta!
Não tendo as capacidades e os mesmos atributos do meu conterrâneo, acho que tenho uma coisa em comum e que ele já conhece bem! Herdamos os mesmos princípios de lealdade e de solidariedade, que se viveram em comunhão junto de ambas as margens daquele rio Douro mais antigo e que gostamos de recordar, e, não é só por ser diferente e mais belo! É seguramente pelos valores do SER e não do TER com que convivemos anos seguidos numa infância e juventude que pede meças a qualquer época do antes e do depois!...
Estou contigo grande camarada de caminhada! Acredito que vais vencer!
Augusto Silva

Fuzo Observador disse...

Determinação e coragem para enfrentar mais este obstáculo, tens de sobra, Familia e Amigos também, não falta nada para venceres mais esta «batalha» que traiçoeiramete te quer vencer.
Um abraço
Virgilio

Anónimo disse...

Valdemar Ferreira Marinheiro
Todos voces são uns amores.
Por vezes: ou melhor, normalmente não encontro palavras para adjectivar o que escrevem, porque sei com certezas absolutas,serem palavras, vindas do coração.
Obrigados Amigos/as.
Claro que vamos vencer.
Aliás já vencemos este pobre palerma e cobarde que tantas vidas ceifa a pessoas indefesas.
Vamos vencer, mas esta vitória é de todos nós,nunca um exclusivo do Valdemar.
Verdade que estou a aproveitar "porque penso ser dotado dessa capacidade" a de poder ajudar outros e muito mais quando sei que posso contar com a vossa solidariedade para combater esse canalha e lhe retirar das suas garras assassinas muitas, mas vítimas.
Para todos uma óptima sexta-feira. Podem acontecer que hajam desistências, mas essas nunca serão da minha parte.
Sou homem persistente.
Querer é Poder.

Nuno disse...

Com certeza que com o apoio de todos que te querem bem vai ultrapassar os obstaculos que aparecerem.Uma palavra de apoio para quem tanto ja fez pela vida ...O Alcol ja passou e esta tb vai passar com toda certeza.