quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

No hospital de Vila Cabral

Operado a um quisto sebáceo


O raio do rapaz não é nada fotogénico!

2 comentários:

Valdemar disse...

Infelizmente também lá estive (Hospital de Vila Cabral, cama 5, na enfermaria do sector A)com uma "polipose instestinal" ou lá como se chamava o raio da doença... Lembro-me que havia umas 8/10 camas na enfermaria e que estava "um ex:turra" ao meu lado de nome Saide que não parava de falar que "os branco Portugal tinha esperto nos cabeça" (tenho uma cassete gravada com a conversa no dia 7 de Fev. de 1971) mas o engraçado é que foi a primeira vez que andei de avião... De Metangula a Vila Cabral num Cessna pilotado por um tenente da Marinha... Sendo o início de centenas de horas que já fiz por esse mundo fora... Valdemar não te imaginas a alegria/tristeza que me deste com a publicação desta foto do Hospital de Vila Cabral... Valdemar continua!
(Do outro Valdemar no outro lado do mundo)

Valdemar disse...

Chará foi aqui em Vila Cabral, onde assisti a uma das cenas mais horrorosas, com esse carrasco que dava pelo nome de Daniel Louro a espetar o sabre em dois negros que tinha acabado de ferir mortalmente, e para sacar alguma coisa, quando já se esquavam de sangue pela boca, ele ainda praticava essas atrocidades. Filho da escola espero que percebas, que o Serviço de Informação, dava- me esse conhecimento para análisar. Um abraço Oceânico. Há uns Amigos da minha aldeia que estão aí, telefonei ao Pai, mas segundo ele fica a uma distância de ti de 4.000 Klm.
Vou procurar quem era o Comandante.