quarta-feira, 1 de junho de 2011

O Vira, Vira e toca o mesmo de Passos Coelho

Como me ficava em caminho e sabia encontrar muitos amigos meus não de ideologias políticas, mas de grandes amizades e que a política não esmorece, em  muitos casos até amizades cimentadas na política pertencendo a partidos ou coligações diferentes.
Estavam lá quem eu me tivesse encontrado no almoço em Penafiel.
Não tinha a ilusão de ouvir algu,ma coisa dmuito diferente, mas é por demais repetitivo e como se dizia antigamente eles devem ter engolido a cassete do Doutor Álvaro Cunhal, com uma enorme diferente, Cunhal era convicto naquilo que defendia estes são convictos em defender aquilos que são os seus interesses pessoais e do seu vasto rol de parceiros militantes. Portugal para eles pertence ao passado a heroicidade e defesa dos valores patrióticos, é já uma coisas em desuso.
Vai valendo pelas farsadas pseudo - alegrias teatrais, sendo que muitos dos figurinos estão sendo pagos.
Talvez até tenhamos melhores políticos do que realmente merecemos.

11 comentários:

TINTINAINE disse...

Deixa-me ver se o meu comentário passa!
Temos que descobrir onde está o busílis do problema.

TINTINAINE disse...

Responde a este comentário para ver se eu descubro o que se passa.
Se eu comento e tu também consegues isso quer dizer que o problema é com os outros e têm que ser eles a resolver o problema.
Percebido?

Páscoa disse...

1,2,3 e troca o passo, experiencia de envio de comentários!

Anónimo disse...

No meu tempo de Rapaz havia uma frase muito popular, quando havia repetição de comentários, e que era: Vira o disco e toca o mesmo, pois os nossos Políticos fazem mais ou menos esse exercício.
Um abraço
Virgílio

Agostinho Teixeira Verde disse...

Se eu percebesse com eficácia
Porque a gente desta não sai;
Quem nos meteu na desgraça
Em que Portugal se descai?
Não se vota neste que não presta,
Naquele que pouco vale
Então nada nos resta
Ficamos sempre igual...
Com certeza vou votar,
Mas queria vermos ao espelho
Pois, de tanto criticar
Fica a dor de cotovelo...
Duma coisa estou convencido
Viveremos na mesma agonia;
E, dentro dela estou metido
Com tanta falta de alegria...
Porque não há nenhum partido
Que nos alivie um dia
Do fracasso assumido
Deste bando de tirania...

edumanes disse...

Não sou político. no entanto, comento com algumas pessoas ideias sobre este ou aquele partido, sem qualquer interresse em algum.
Todovia, admirei o histórico comunista Alvaro Cunhal. Sempre leal às causas que defendia. O que me parece não haver outro como ele?

Um abraço
Eduardo.

J. Rosa Silva disse...

Ò Verde, votar para quê? Isto é mais do mesmo.
As moscas podem mudar mas a merda é a mesma.
Este ato eleitoral não devia existir. Os portugueses são uns tótos e gostam de ser enrabados.
Então o programa não está feito? Porque não foi nomeado um governo de gestão da crise?
Sim devia ser isso e poupar-nos a mais esta encenação.
Já agora vou ver se este comentário passa...

J. Rosa Silva disse...

Olha. Andei aqui a patinar mas acabou por passar.
Um abraço.

J. Rosa Silva disse...

Já agora. Que confusão é esta. O Valdemar agora é Rafael?

Páscoa disse...

Valdemar desculpa, é a ti que o amigo J. Rosa Silva faz a pergunta, mas eu acho que sei! O valdemar meteu agora o Rafael, em tudo quanto é sítio, até no Sporting, coitada da criança, sem poder escolher as côres, onde ela foi caír! Merecia melhor, pode ser que lá vá, com um pouco de Paciência!
Um Abração e um Beijinho ao Rafael Marinheiro!:))

J. Rosa Silva disse...

Esclarecido.
Parabéns ao avô baboso.