domingo, 8 de novembro de 2009

Nkolongue!


Clare Brown e José Luís Torres vão regressar a Portugal por uns tempos, para recarregar baterias, uma vez que a época das chuvas inviabiliza grande parte do trabalho a realizar e a própria disponibilidade das populações. A chegada do casal está prevista para dia 14 de Novembro!

Associação Niassa Portugal Amizade

A Aldeia Nkolongue pertence à província de Niassa e está localizada 18 km a Sul de Metangula. Tem uma paisagem deslumbrante e as gentes são muito hospitaleiras. Contudo, a sumptuosidade da paisagem contrasta com a precariedade económica da população local, facto esse que nos sensibilizou e mobilizou no sentido de apoiar um programa integrado de desenvolvimento. Ambiciona-se criar qualidade de vida e riqueza mas procurando respeitar e potenciar a integridade e especificidade de uma cultura ancestral.Este projecto da A.N.P.A. será levado a cabo pelo casal Clare Brown e José Torres sob a direcção da gerência de Mbuna Bay Retreat, uma instituição local, e terá uma duração de dois anos. Terá o seu início a 25 de Março de 2009, com a partida dos voluntários para Moçambique. Uma vez lá chegados, estes terão de preparar a construção de uma casa para habitarem, na qual também se espera ser possível acolher outros temerários que a estes se queiram juntar.Todos os projectos a desenvolver serão apresentados e discutidos com a população da aldeia, antes da sua implementação. Ao mesmo tempo, integrar-se-ão nos planos nacionais e provinciais da educação, saúde e outros.Ao nível da saúde, muito há a fazer, a começar pela construção e dinamização de um Posto de Saúde, em colaboração com os Serviços de Saúde Moçambicanos. Devido à existência de doenças endémicas é primordial a promoção de campanhas de sensibilização e prevenção de doenças como, por exemplo, a Cólera e a Sida.Para promover a sustentabilidade da comunidade, pretende-se desenvolver projectos que numa primeira fase venham colmatar a precariedade da população, sobretudo, ao nível da escassez alimentar, com a introdução de novos métodos pedagógicos e de forma a potenciar, o mais rapidamente possível, o surgimento de novas profissões. Aqui, o carácter fortemente empreendedor dos voluntários, bem como a sua sensibilidade quanto a aspectos sócio-culturais e económicos será certamente uma grande mais-valia. O desenvolvimento terá de passar necessariamente pela preservação das tradições, nomeadamente no domínio do artesanato, e pela valorização dos seus recursos endógenos. Para esse efeito será criado um Centro de Artesanato que visará a promoção e divulgação do trabalho dos artesãos locais e comercialização dos seus trabalhos junto dos turistas. Terá ainda como objectivo a formação de novos artesãos, para que estas artes não só não se percam, mas, sobretudo, que se tornem numa fonte de riqueza para a aldeia.Uma ambição da A.N.P.A. é a criação de um sistema de Microcrédito para a Aldeia Nkolongue, para apoiar os habitantes da comunidade que, não podendo oferecer garantias financeiras, tenham ideias com viabilidade. A concretização deste propósito será, sobretudo, indispensável para desenvolver a igualdade de oportunidades e a inclusão social.

2 comentários:

Valdemar disse...

Bem hajam e que os vossos projectos e a concretização dos mesmos sejam uma realidade. Adoro o Niassa e Gost imenso de todo o Moçambique e suas gentes. Bem haja quem se empenha em prol de minimizar as dficuldades crescidas porque em todo o tempo tem passado este Povo. Desejo a vós e todos os eles o caminho da maior prosperidade.

«16429 - TINTINAINE» disse...

Olá Valdemar
Faço minhas as tuas palavras.
Se pudesse também ia até lá dar uma ajuda.