segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Que Pescador!

Estava eu á cerca de 15 meses na Briosa quando embarquei num Destroyer de uma flotilha de três, em que os outros dois tinham sido abatidos aos efectivos da Marinha. Encontrava-se atracado no cais da Escola de Alunos Marinheiros, em Vila Franca de Xira, para apoio da instrução dos alunos, Cursos de I.T.E., 1º Grau e de Sargentos.
Nele havia uma figura típica, um Cabo Manobra, já reformado, de nome «Caixinhas» que escrevia para a Revista da Armada coisas hilariantes, e que tinha a paixão da pesca. Um belo dia estava ele em dificuldades para remendar uma “chumbeira” e eu disse-lhe que era pescador e que sabia fazê-las novas e que lhe podia remendar aquela.
Ok, mãos à obra, disse ele. Fiz a Agulha, a forma, etc. Disse-lhe que nas minhas horas vagas lhe lhe poderia arranjar aquilo sem problema. Qual quê! Fiquei logo ali e o meu trabalho de limpezas e serviços passou a ser remendar e fazer-lhe “chumbeiras” novas.
Foi, durante largo tempo, uma vida santa. Ia até pescar com ele, de vez em quando, porque ele nem os lançamentos sabia fazer.

2 comentários:

«16429 - TINTINAINE» disse...

Pelos vistos ele tinha mais jeito para as piadas na Revista da Armada que para a pesca.
É assim a vida, cada um na sua especialidade.

Valdemar disse...

Era uma pessoa com uma capacidade rara para de um percurso de rotina abordar problemas que afectavam a cidade de Lisboa. É o dizer.se: denùnciar coisas sérias a briocar. Foi durante muitos anos o Fernado Pessa da RTP1. Só que este camarada TINTINAINE. Era nosso era Marujo.