segunda-feira, 17 de maio de 2010

Fotografias que falam por mim

As minhas aldeias, têm Rio, Serras e Fragas.

Transportes Fluviais.
   Hoje o Mundo estará todo descoberto e as naus estão no Museu. Mas os barcos pequenos e primitivos continuam a ter um papel importantissimo, em Portugal teimam em acabar com eles, tantas as restrições impostas.
            I
Quando fui para militar,
Grande sorte foi a minha
Por voluntário me alistar
Para servir na Marinha.
            II
Um Jóvem com grande pinta
È um Marujo a bater o pé
Vem na quarta, vem na quinta
Mas sexta-feira enche a maré
                   III
Vou aqui lembrar a minha terra,
e sobre ela mesmo quero falar
Fica na encosta duma Serra
Com o Rio Douro a, a banhar
             IV
Com paisagem deslumbrante
Tantas saudades dela sentia
Adoro-a a todo o instante
Sou grande fã da sua magia
             V
Da beleza dos seus Penedos
Das Fragas do Vale da Fonte
Com todos os seus Rochedos
Mais a beleza do Monte
            VI
Anda o barco e a barca
Já de noite a navegar
As estrelas deixam marca
Mais o Luar a iluminar
           VII
Rio Douro, Douro Amigo,
Douro de atracções fatais
Jamais acabam contigo
Porque vós Rios, sois imortais.
             VIII
Passando pela Barragem
Melres Rio Mau e Pedorido 
É uma espectacular paisagem
Serra da Boneca em Sebolido
            

2 comentários:

Valdemar disse...

Acabo de dar uma volta pela net e fiquei a saber que o povoamento da àrea de Sebolido foi feito ainda antes da nacionalidade... Ainda bem que nunca te deu para emigrar porque vives num dos poucos Paraísos existentes em Portugal!
Valdemar Alves

António Páscoa disse...

Obrigado por nos mostrares esta beleza de paisagens!
Algumas já conheço,pois já fiz duas subidas no douro até à Régua,com direito a almoço servido a bordo,mas há outras que não conheço,são simplesmente maravilhosas.

Um abraço
Páscoa