terça-feira, 11 de maio de 2010

Vira o Disco e Toca o Mesmo

"Tolo é aquele que naufragou os seus navios duas vezes e continua a culpar o Mar"

Era assim na Guerra Colonial e Portugal = Tal como nos dias de Hoje
     Ainda temos nas nossas memórias os ídos tempo da Guerra Colonial.
Quando queriam cortar no Tacho, o Rancho era o célebre "Arroz de Chaw Chaw" os "Ciclistas" e as "Toalhas Secas" isto é Feijão-Frade e Tripa -Seca.
   Tanto naquela altura como hoje os causadores pela desgraça continuavam a banqueatear-se contudo a que há de melhor, enquanto o pé descalço vai comer e limpar todo o lixo que tal ralé produziu.
    Já começaram a cortar nas Míseras Reformas, na atribuição do Subsidio de Desemprego e outros afins,mas as reformas de luxo, os vencimentos astronómicos, os criminosos  e imorais prémios que são distribuídos a quem nada produz.
 Shows de polícias, e tudo com pompa com gastos astronómicos para apresentarem ao mundo uma imagem derturpada da realidade e que a verdade é bem diferente, um país que cada vez mais o sub - jugam  mais aos interesses dos senhores  mandões de Bruxelas e do  poder Religioso.
    Está na altura de dar a Cezar o que é de Cezar e parar de os sacrificados serem sempre os mesmos.
       I
Sabendo que há tanto Morção
Investido como super inteligente
Saqueando todo o tostão
Que é pertença da gente.
     II
Sei que pareço um ladrão
Já dizia António Aleixo
Mas há muitos que eu conheço
Que não parecendo o que são
Nestas quadras que vos deixo
São aquilo que eu pareço.

3 comentários:

Anónimo disse...

Agora querem ir ás grandes reformas que temos, para se banquentearem e oferecerem aos pançudes que nos visitam tudo do melhor, e os que meteram o País neste buraco continuam em belesa.
Paga Zé
Um abraço
Virgilio Miranda

TINTINAINE disse...

Felizmente sou dos que têm uma reforma que se pode ver, mas não sei por quanto tempo! Ao apresentar a declaração do IRS, este ano, reparei que desde há quatro anos vêm reduzindo a reforma e em 2009 já acumulava uma perda de 5% se comparada com 2005.

Piko disse...

A malandrice é sempre a mesma:- « Deixa-os gozar a vitória do campeonato, que até deu cá um jeito ser o Benfica, já que é o clube com maior número de adeptos... Emenda-se com os quatro dias de Festa à volta do papa Ratzinger, coisa nunca vista por estas bandas e nunca sonhada por Camões e está desta forma pouco inocente, todo um povo a ser preparado, para nos tempos imediatos ENGOLIR o cálice dum "veneno", que não sendo mortal terá a função de ANESTISIAR... e a promessa - MAIS UMA - de que o sofrimento será um bem que veio para ficar...»
Será que temos aquilo que merecemos, como alguém já afirmou?...
PIKÓ