sexta-feira, 20 de maio de 2011

Eles a Bandeira, a Pátria e o Povo Inadmíssivel.

Alô Marinheiro Júnior
netodemarinheiro.blogspot.com

Os actos ficam sempre com quem os pratica.
A Bandeira A Pátria e o Povo Português
Os "Meninos do Huambo de Huambo de Paulo Carvalho, sabiam o custou ganhar e a honrar uma bandeira.
Muitos milhões de emigrantes ao longo dos anos também, o souberasm e sabem o que é  honrar o seu/nposso País, e manter as suas origens, mresmo que tenham de suportar adversidades e nuncan  regatearam  esforços.
Nós os ex-Combatentes também quando fomos chamados a defendê-la e a nossa honrá-la, dissemos presente, mesmo que em muitos casos soubessemos que isso custaria o Stress de Guerra, a mutilação e a morte.
Mas quase todos disseram presentes.
O deplorável aconteceu  na triste representação do F.C.Porto, onde  deveriam ter a sensatez, se não pela Pátria, que eles certamente têm vergonha de a ela pertencerem, mas aos muitos milhões dessa mesma Pátria que lhes pagam e os acompanham à chuva e ao vento, com enorme sacrifícios. Ainda e também, todos quantos  assistiam  a essa transmissão  (O povo português).
A equipa do Porto já se sabe que nascidos em Portugal conta com poucos, mas desses apenas um teve o Beto  a ombridade de sentir a sua Pátria ao empunhar a bandeira Portuguesa.
A Rolando que tendo a dupla nacionaldade não esqueceu as suas origens e exibiu a sua bandeira, honrando o seu País e o seu Povo o povo Cabo Verdeano.
Os adeptos do Porto e os Portugueses  deveriam merecer mais respeito, não só desses jogadores referênciados, como dos responsáveis do clube.
Não digam que é uma guerra Norte/Sul.
É isso sim, uma falta de respeito pelo País e pelo povo que os sustentam estes filhos tão ingratos..
Depois dizem-se patriotas.

4 comentários:

António Querido disse...

O meu grande APLAUSO, a este POST!

Tintinaine disse...

Se o Pinto da Costa não lhes puxar as orelhas nem é homem nem é nada!
Estou contigo filho da escola!

edumanes disse...

Bem visto, bem escrito, por um bom português. Para mim a Bandeira Portuguesa, esteja eu onde estiver, representa a minha nacionalidade, pela qual tenho muito orgulho em ser Português. Independentemente do que os outros possam dizer a respeito de nós povo hospitaleiro. Cujos nossos antepassados levaram o nome deste pequeno país, todo o mundo. "Homens com AGA GRANDE".
Também acho que o senhor Nuno Pinto da Costa não deve passar ao lado como que de nada se tivesse passado. pequenos acontecimentos para uns, que o coração de outros fere.
Bom fim de semana
Um abraço
Eduardo.

geadas disse...

Tens toda a razão, eu também fiquei incrédulo pelo facto. Salvou a honra o Beto ao exibir a nossa Bandeira. Estou solidário com a tua narrativa.
Um abraço, Godinho.