sábado, 14 de maio de 2011

Gastronomia Alentejana


Prometidos ventos favoráveis, que poderá vir a proporcionar uma boa pescaria para a Branquinha.
gadata2011.blogspot.com

A região alentejana é assinalada por uma paisagem rural onde impera o olival de montado, sendo este um método agricola que evlui a floresta mediterrânica, através da intervenção do homem.
Assim, como a plantação de azinheiros e de sobreiros, integra também a criação de suínos de raça ibérica e produção de ovinos, em que a maior partes dos pratos deriva dos pontos acima referenciados.
Quanto à área vitícola alentejana, esta pode parecer escassa em confronto com outras regiõees em Portugal.
No entanto, é rica e centralizada em zonas geográficas bem demarcadas. A viticultura Alentejana tem vindo progressivamente a desenvolver com dinamismo das Adegas Cooperativas de tal modo que 96 % dos viticultores são associados das cooperativas representando um total de cerca de 70 % da produção vitícola da região.
Quem é Amigo quem é !!!
RECEITA DA SEMANA
Ingredientes
1 kg de amêijoas
sal
800 gramas de porco magra
6 dentes de  alho
3 colheres de sopa de massa pimentão
1,5 dl de vinho branco
pimenta e louro
30 g de margarina
coentros
batas
Preparação.
Ponha as amêijoas de molho com algumas horas de antecedência, em água com sal.
Mude a água várias vezes para as amêijoas largarem a areia.
Corte a carne de porco em cubinhos e tempere com o alho, a massa de pimentão, o vinho, o sal, a pimenta e o louro.
Corte as batatas aos cubos e frite-as.
Entretanto leve a derreter a banha e a margarina ou azeite numa frigideira larga.
Junte a carne e deixe fritar até estar dourada.
Regue com a marinada e deixe cozer 10 minutos.
Adicione as amêijoas e deixe cozinhar até  estas estarem abertas.
Junte as batatas fritas e os coentros e misture bem.
Espero que tenha sabido saborear. Para os Compadris e para as Comadris e todos os outros.
 BOM APETITE

2 comentários:

António Querido disse...

A minha Gatinha, de vez em quando faz, chama ela carne à alentejana, mas há aqui alguns ingredientes que ela não mete, para a próxima vou-lhe dizer para os acrescentar, vamos vêr e saborear, depois direi se gostei,OBRIGADO!

edumanes disse...

Eu sei quem é amigo,
O inimigo eu não sei
Estou de acordo contigo
Com a receita contente fiquei.

Tu não és alentejano eu sei,
És do norte, zona de Penafiel
As amêjoas com carne eu farei
Para beber um saboroso moscatel,

No comboio para o Douro irei enviar,
Um prato de amêjoas com carne alentejana
Para meu amigo Valdemar poder saborear
Minha especilidade copiada de sua receita bacana.

Este compadri ti agradeci,
Tua espectacular lembrança
Teu Rio Douro já conheci
Falta-me conhecer Bragança.

Ainda, não perdi a esperança,
De outras localidades conhecer
Correr com gosto nunca se cansa
Tua receita nunca irei esquecer.

Para todos bom fim de semana,
Aproveitem, e vivam com alegria
Quem é amigo, o outro não engana
Não é de agora, já antes eu sabia.

Valdemar, obrigado,
Tua receita veio a calhar
Comigo não fiques zangado
Se o barco no rio encalhar.

Estou aqui, se eu poder,
Para depressa aí chegar
No mar não te deixes perder
Com teu barco, no mar ou no rio a navegar.

Um abraço
Eduardo.