quarta-feira, 18 de maio de 2011

Gastronomia Alentejana (Parte 2



A região alentejana é assinalada por uma paisagem rural onde impera o olival de montado, sendo este um método agricola que evlui a floresta mediterrânica, através da intervenção do homem.

Assim, como a plantação de azinheiros e de sobreiros, integra também a criação de suínos de raça ibérica e produção de ovinos, em que a maior partes dos pratos deriva dos pontos acima referenciados.

Quanto à área vitícola alentejana, esta pode parecer escassa em confronto com outras regiõees em Portugal.

No entanto, é rica e centralizada em zonas geográficas bem demarcadas. A viticultura Alentejana tem vindo progressivamente a desenvolver com dinamismo das Adegas Cooperativas de tal modo que 96 % dos viticultores são associados das cooperativas representando um total de cerca de 70 % da produção vitícola da região.

Quem é Amigo quem é !!!

RECEITA DA SEMANA

Ingredientes

1 kg de amêijoas

sal

800 gramas de porco magra

6 dentes de  alho

3 colheres de sopa de massa pimentão

1,5 dl de vinho branco

pimenta e louro

30 g de margarina

coentros

batas

Preparação.

Ponha as amêijoas de molho com algumas horas de antecedência, em água com sal.

Mude a água várias vezes para as amêijoas largarem a areia.

Corte a carne de porco em cubinhos e tempere com o alho, a massa de pimentão, o vinho, o sal, a pimenta e o louro.

Corte as batatas aos cubos e frite-as.

Entretanto leve a derreter a banha e a margarina ou azeite numa frigideira larga.

Junte a carne e deixe fritar até estar dourada.

Regue com a marinada e deixe cozer 10 minutos.

Adicione as amêijoas e deixe cozinhar até  estas estarem abertas.

Junte as batatas fritas e os coentros e misture bem.

Espero que tenha sabido saborear. Para os Compadris e para as Comadris e todos os outros.

 BOM APETITE

1 comentário:

edumanes disse...

Estava uma delícia. Mas, olha compadri, para mim estaria melhor se não tivessem prantado coendros?
Sabes um coisa? Ah! já sei que não sabes por isso te vou contar. Eu sou alentejano não acoentrado. Como hei-de explicar não aprecio o sabor daquelas ervas que parecem ser daninhas?
Quanto ao resto estava tudo de meu agrado.
Obrigado pelo manjar, e manda mais, que eu agradeço.

Agora com teu netinho Rafael, vou dizer que és o vovô mais feliz do mundo. Já deixei meus parabéns na tua branquinha, gatinha!
Um abraço
Eduardo.