quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Cansado de Trapaceiros Políticos.

A Lousa na Cabeça do Adolfo Muge
           no blogue:-
marinheirododouro.blogspot.com

Partilha e Solidariedade
Como devem ter percebido não tenho andado muito virado para a política, já que os trapaceiros são sempre os mesmos.
   E também porque considero deveras importante que nesta época se abordem questões e se deiam a conhecer eventos solidários, que provam que uma grande maioria do nosso Povo é  unido e solidário.
  Por este e outros motivos não pretendo alimentar as quezilias dessa corja de parasitas, que passam a vida a cordilhar.
Pobre Gente do meu País.  
 É dever de todo aquele que se honra da sua cidadania não deixar passar em claro casos que por falta de vergonha acabam por ocupar as prinicipais páginas, "da nossa dita, tão independente imprensa" e comum a todos os Orgãos de Comunicação Social.
  Vejamos alguns casos!!!
   Então não é  verdade que hoje todo o destaque, vai para um fulano que disse que nunca teve ligações à PIDE ? Então todos aqueles que como eu, manusearam documentos Confidências, e Secretos, já para não falar dos muitos Secretos e Ultra Secretos que só o podiam fazer se estivessem credênciados por essa mesma PIDE? Então esse sujeito não foi Oficial  do Exército?
   Então também não é verdade que o Candidato Cavaco Silva está com tanta preocupação de haver tantas pessoas a passarem fome, quando  no tempo em que ele era Primeiro Ministro foi  criado o Banco Alimentar Contra a Fome e que isto se passou no tempo das Vacas Gordas dos Fundos Comunitários.
 Então não deveria ter dito que se sentia envergonhado por nessa altura haverem outros portugueses que viviam na mais escandalosa abundância!!!. Que por essa altura a banca e as grandes empresas todos os dias anunciavam lucros na ordem dos milhões!!!?
 Estes sim seriam grande razões para erem vergonha.

4 comentários:

TINTINAINE disse...

Fazes bem, filho da escola, vira-te de preferência para o Douro que é muito mais bonito e não te dá nenhum desgosto.

Valdemar disse...

Talvez seja impressão minha ou até talvez tenha a mente deturpada de tanto vêr noticiários, prós & contras e o diabo a sete, na RTPi... Mas a verdade é que penso que há mais fome agora no nosso Portugal que quando o Tónio era o patrão da malta... perdoêm-me se estou equivocado!... E já agora que estou teclar envio daqui das Terras do Fim do Mundo as Boas-Festas para o Valdemar I e os seus... E que nesta época Natalícia tenham bacalhau com fartura!
Valdemar II

edumanes disse...

As palavras, verdade, arrependimento e vergonha não fazem parte do vocabulário dos políticos.
Como bom cidadão que julgo ser, tenho respeito por todas as pessoas. Respeito as ideias dos políticos, embora com muitas delas não concorde.
É óptimo viver em democracia. Já não é nada bom viver com fome.
Aproxima-se o dia de Natal, e muitas familias não vão ter dinheiro para comprarem un mínimo de alimentos, muito menos um simples brinquedo para darem às suas crianças. E tudo isto por causa dos políticos, que só sabem fazer leis para favorecerem os mais ricos.
Eu acredito numa revolta popular, com início na Europa extensível a todo o mundo, se por acaso não ouver mudanças de política.
Os actuais políticos têm que se convencer de que não são os donos do mundo!...
Bom Natal para todos, deseja-vos o Eduardo.

Piko disse...

Oh Valdemar Alves não estás enganado, que por cá os problemas não nos largam, serão outros problemas, bem diferentes do tempo desse senhor, mas que não deixarão de ser graves, mais pelo facto de terem sido escondidos de cima para baixo, porque a desonestidade dos dirigentes e seus apaniguados não conheceu limites, com a agravante de manipularem o poder judicial para safar os amigos e comadres e é de temer, mas provável, que as coisas não irão ficar pacíficas, quando a fome penetrar nas mesas dos portugueses, que verdadeiramente ainda nem começou, porque as organizações de solidariedade social vão tendo com que amenizar o problema...
Vamos em diante que é obrigação nossa!
Um bom Natal para os lados da imensa Austrália, para todos os cantos do mundo onde vivem e dão corpo com o seu desempenho os portugueses, irmãos que nós muito apreciamos e respeitamos!
Um grande abraço!
PIKÓ