terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Prognóstico do Doente Portugal

Honra de ser Português
      no blogue
valdemar-rio.blogspot.com

Receitas errradas.
O doente sofre, arde em febre e os medicamentos prescristos pelos médicos de serviço têm-se manifestado incapazes.
   A familia numerosa como é, sente-se aniquilada.
   Descrê na competência dos clínicos e, embora o não manifeste, entende que é preciso tomar uma decisão.
   Sabem que para além de uma vontade geral, será necessária uma grande dose de coragem a envolver muito trabalho, muita seriedade de acção e uma excelência de cuidado no acompanhamento do doente durante a sua certamente longa convalescença.
Reunidos em Assembleia
 Opinaram os sábios que "uma desgraça nunca vem só" e que quem mais sofre não são os culpados, mas os menos protegidos, a quem depenaram as asas e puseram  longe o comedoiro dos alimentos necessários para uma existência minimamente aceitável.
     A conferência final foi uma espécie de assembleia geral onde cada um ficou plenamente inteirado da natureza do mal que afligia o enfermo e da colaboração que se exigia de todos para o seu restabelecimento.
     Perguntas e Respostas
    No fim houve perguntas e respostas, umas concordantes e outras não, mas todas apontadas na mesma direcção: serão sempre os menos culpados que terão de pagar as favas.
    Houve quem mais desassombradamente afirmasse que quem deveria arcar com as responsabilidades seriam os causadores de tantas clamidades, da tal epedemia e, se não for atalhada atempadamente, pode vitimar o doente, que dá pelo nome de Portugal.
      A terminar a magna conferência acabou por ser ouvida uma interessante opinião :
     - " Grande ladroeira! Mas tão ladrão é o que rouba como aquele que consente".
     Muitos foram aqueles que abanaram a cabeça de cima para baixo...



3 comentários:

Piko disse...

Os povos usam a sabedoria popular que faz parte do seu riquíssimo espólio!
Tens razão quando dizes:-«Uma desgraça nunca vem só!»
Já os ingleses dizem o mesmo com uma ligeira modificação:-« Abençoada a desgraça quando vem só!»
Um apertado abraço para o meu conterrâneo e amigo Valdemar Ferreira!
Pikó

Fuzo de agua doce disse...

Parece que o «doente» entrou em coma profundo, pelo que há poucas esperanças de se salvar, a não ser que, como estamos em época de festividades Religiosas, aconteça algum milagre.
Um abraço
Virgílio

edumanes disse...

Com tanta gente doente, e com tão poucos médicos para os curarem. Sem sabermos o que fazer, só nos resta revoltar. Para melhor vida continuar, contra a grande ladroagem.
O povo está doente, sem trabalho, e sem pão para comer. Se assim continuar muito gente vai morrer.
Antes que isso aconteça, alguma coisa teremos que fazer. Votar contra os ladrões para coisa pior não nos suceder. Só com o nosso voto, os poderemos vencer, sem ser preciso as armas recorrer. Todos unidos em democracia os nossos inimigos derrotaremos e felizes para toda a vida viveremos!