quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Os Políticos, Os Eleitores e os Burros


                 Tempos de Criança = Entrada na Escola         
                                   no blogue :-
marinheirododouro.blogspot.com

Procurar ser analista sem escamotear a triste realidade a que chegamos.
OS JUMENTOS (BURROS)
Estes pobres e escravizados animais , em tempos ídos eram obrigados a trabalharem carregados dia e noite, muitas vezes sub-alimentados e maltratados. Poucas vezes protestavam e a sua pequena vingança estava quando alguèm se lhes queria pôr em cima. (Como descreve e muito bem o Carlos Tintinanine no seu Blogue.
Os Políticos e as suas lamentações!!!
Acertadas as agulhas entre si, "há muito vindas de Bruxelas a recomendações da Senhora Merkel " que hoje consegue o que não lhe foi possivel nas guerras de 14 a 18 e 1939 a 1945, mandar a seu belo prazer em nome de um grupo de países que lhe obedecem cegamente.
  Num jogo de boas comadres fíngidamente zangadas, logo após a citada aprovação do Orçamento de Estado lá começaram com o seu lavar de roupa suja, no ora agora dizes tu, agora digo eu. "Uma imitação perfeita dos vendedores de banha da cobra".ou talvez melhor dos conhecidos e  ditos contrabandistas  a que assistimos vendendo de tudo nas suas carrinhas utilizando um micró para melhor se fazerem ouvir, e nos mais fácilmente ludibriar.
 Logo nos começaram a entrar pela porta dentro os sábios detentores de grandes cérebros a dizerem que o
melhor era proibír os índigenas de votar. Porque a democracia é uma ova.
O Salve-se quem puder!!!
Face a isto: e enquanto isso lhes for permitido continuar com a mentira, a omissão, o golpe e contragolpe a fazerem parte da sua actuação,  o nosso país Portugal continuará enterrado no lamaçal imundo   e na cauda da Europa dita Comunitária.
A política, que deveria ser uma actividade nobre, está transformada desde há muito e a piorar transformada, onde a corrupção, o compadrio e a pouca-vergonha dominam.
Mas enquanto continuarmos a que os portugeses vejam os partidos como clubes de futebóis a que só lhes interessa  exibirem as bandeiras clubistas (partidária), não será possível as coisas mudar para um rumo melhor.
Veja-se quando ainda se sustenta que o principal responsável continua a ser Vasco Gonçalves que já partiu do mundo dos vivos a alguns anos e saíu do Governo à mais de três dezenas.
Só mesmo destas cabecinhas pensadores, podem saír disparates destes. O Pior de tudo: é que ainda há muito quem acredite nestes falsos profetas e  verdadeiros vendedores de promessas.

3 comentários:

TINTINAINE disse...

O dinheiro é a mola real da vidae quem o tem é quem manda. Por isso a Merkel é que tem o baralho e dá as cartas neste momento. E aos tesos não resta outra solução senão dizer "Amen".
Tal como diz a ladaínha que se reza na igreja "... vamos gemendo e chorando neste vale de lágrimas...!

Fuzo de agua doce disse...

Fui neutro quando da entrada para a U.E., (por não ter a informação completa da coisa) o mesmo já não aconteceu quando entrámos para a moeda única, não que tivesse mais conhecimento agora do que tinha quando da entrada para a U.E., mas porque não achava correto acabarem com uma das poucas coisas que nos restava, a nossa moeda o Escudo de boa memória, agora resta-nos andar a toque de caixa da Alemanha e de quem mais nos emprestar uma «coroas».
Um abraço
Virgílio

eduardo maria nunes disse...

Os poderosos nos mais pequenos sempre quizeram e querem continuar a mandar! E no caso da Alenhama, na pessoa da Senhora Angela Merkel, temos o exemplo, o qual não poderemos ignorar.
Tudo tentarão fazer para que os países mais pobres coma na sua mão.
A Alemanha parece que, ainda, não esqueceu o temto do Nazismo, cujo seu lìder Adolfo Hitler, pretendia ser o único e senhor do mundo.
Será que a senhora Merkel, quer seguir sua política?