quinta-feira, 21 de julho de 2011

Arte de Pescar sem Cana.

Como ficará triste o meu Rio Douro e o Lago Niassa, quando se aperceberem que outros Rios facilitam pescado a quem não sabe pescar. Como cita um provérbio Chinês. A quem pretende ser pescador, não lhe ofereças peixe, mas antes ensina-o a pescar. Quando estive em Porto Santo havia um peixe a que davamos o nome de peixe burro que nem precisavamos de iscar o enzol para que eles se atirassem a ele. Agora ao ponto de saltarem para dentro do barco isso já é demais. Quando o Muge (Taínha) no Rio Douro vai a subir, é natural peixe dos cardumes saltarem, mas para dentro do barco de quando em vez isso lá acontece com uma Taínha, masd coisa rara. Asim como no Video isso é que não.                           

Assim vale a pena ir dar um passeio e juntar o útil ao saboroso, se acaso o peixe for comível e de boa qualidade.

2 comentários:

TINTINAINE disse...

Temos que descobrir onde fica esse rio e ir até lá para eu poder provar as minhas capacidades de grande pescador.
Enquanto leio o JN fico com o barco cheio de peixe até à borda!

Fuzo Observador disse...

Como bem diz o Tintinaine, precisamos de saber onde fica esse rio, ainda a semana pasada fui com o meu Neto lançar o anzol, e nada, ou melhor veio agararado ao anzol um ouriço do Mar, ao ver este video até fico com «água na boca»
Uma braço
Virgilio