domingo, 10 de julho de 2011

Ir Buscar Lã e saír de lá Tosquiado...

Ainda sou do tempo e a minha memória já tão cansada das gravações dos malabarismos do dia a dia dos técnicos da nossa praça, não deixa que se apague.
Como diziam: e ainda bem me lembro, as duas cabecinhas pensadoras, dos tão apregoados democratas Mário Soares e Cavaco Silva, quando do seu pedestal dos Governos a que presidiam e ou como Chefes do Estado,sermonavam aos portugueses contra as tentações de criticarem os mercados de capitais. Quem ousava fazê-lo : -  Eram; ou sempre tinham sido uns anti-patriotas.
Qualquer pessoa de bom senso e sem interesses de capitais a defender, não se poderia corcovar perante os interesses capitalistas,  percebiam que o apregoar da crise  tinha  o dedo, ou mesmo a mão inteira da Santa América.
Mas já estamos habituados, "contudo uma boa parte inconformados", que em Portugal se fale muito alto, mas quando é preciso tomar medidas, põem-se de cócoras perante os Americanos, Alemães e seus comparsas.
Poucas vezes ou até nunca houve na História do nosso País maiores demagogos que Soares e Cavaco.
Nunca foram capazes e assumirem serem eles os grandes causadores da crise, e que são osprincipais culpados nestes 35. Uma das rating tornou público o que sempre tinha feito de forma encaputada,  e eles!!! começam a ter pressa de quererem mostrar agora que são os cérrimos defensores de combate a essas mesmas agências de rating, e como não podia deixar de ser contaram logo com o ponta de lança ideal,de seu nome Jardim.
Estamos na presença de uma troika de relevo.
Por favor poupem-nos um bocadinho.
Parem com a  demagogia encaputada.

4 comentários:

Piko disse...

Oh conterrâneo e amigo:
Esta Europa ainda não terá percebido - ou já percebeu - que sempre se deixou subalternizar aos States... E têm vindo a dar-se muito mal com esse comportamento.
Basta sabermos que o despesismo com coisas superfluas como ogivas nucleares e outros gastos que não terão retorno e que fazem com que tenham a maior dívida do mundo...
Já era tempo de os europeus se unirem e dizer de caras aos americanos que o país do mundo com o lixo mais imundo é o deles por se tratar de um arsenal bélico como as ogivas nucleares e que jazem em subterrâneos, armas de destruição maciça, que foram sendo criadas ao longo do período da Guerra Fria... Todos sabemos que a Guerra Fria terminou em 1989, mas mantiveram o arsenal bélico para intimidar todas as nações do mundo.
O descaramento é confrangedor e não contentes por terem a maior dívida apontam os outros como lixo! As provocações dos americanos não vão parar e já há quem afirme que foram buscar o Obama para a Presidência numa operação de charme interna, mas sobretudo para impressionar os países estrangeiros... Fazem tudo com segundas intenções e fazem-se vítimas... A Europa que se cuide!

edumanes disse...

Vivendo, aprendendo e surpreendidos.
Eis o tema do meu comentário.
Vivendo porque ninguém tem o direito de nos privar da vida.
Aprendendo porque o saber não ocupa lugar.
Surpreendidos porque ao longo dos mais de 35 anos de democracia. Temos sido, constantemente, apanhados,e inesperadamente, pelas mais arrogantes surprensas dos nossos politicos, de todos os partidos, desde a esquerda radical,passando pelo centro esquerda à direita radical, cujos os resultados, infelizmente, são a produção da miséria.
O senhor Cavaco Silva,quanto á sua politica não me surpreende.
A maior surpresa vem do senhor Dr. Mário Soares. Um homens que se diz da esquerda, com ideias de politica de direita. Se não é, disfarça muito mal. Porquanto apoia as medidas tomadas pela Troika, e pelo actual governo.
Quando. o que é, parece, mas não o é.
Um abraço
Eduardo.

António Querido disse...

A Europa sabe, onde estão as trincheiras de onde partem as rajadas fazendo vento por cima das suas cabeças, espero que se assustem e virem as suas armas naquela direcção, falo em linguagem de guerra, porque é de guerra que se trata, e temos que defender o que é nosso, com as armas que temos, não sou nem nunca fui a favor de guerras mas quando o inimigo é traiçoeiro, não há diálogo que mantenha uma boa relação, estes "heróis" citados pelo Valdemar, sempre estiveram mais do lado inimigo, que do seu Próprio País, do outro lado só cheira a petróleo deste lado sempre se gastou o que se tinha e o que não se tinha a seu belo prazer, e o resultado já ninguém pode esconder!

Anónimo disse...

As últimas noticias não são nada animadoras, parece que a Itália se está a juntar á nossa «equipa de falidos» e os tais mercados não acalmam.
E diziam-nos que entrámos no clube dos ricos quando nos cantaram a canção da C.E.E. pois sim, de facto alguns enriqueceram.
Um abraço
Virgilio