terça-feira, 21 de setembro de 2010

A Vida é Maravilhosa

Deitar Cedo e cedo erguer!!!
Foi o que hoje tive de fazer.
 Mas não foi por me apetecer.
Como vou a Rio Mau, com o Pico
   Por um Amigo, tinha de o Fazer
E agora amigos: por aqui me fico
Fazia Tempo que não me deslocava até ao Furadouro = Fi-lo em dia de Festa. 

Aproveitei a presença de um Amigo para calmamente apreciar o que de bom nos oferece aquelas maravilhosas paisagens. Pena é que meia dúzias de maus condutores não percebam que o Domingo é um dia que deve ser respeitado e oferecer a quem labuta durante toda uma semana para poder aproveitar umas poucas horas de que desfruta para destressar.
   Lamentável é que desses a que me refiro alguns deles já contam meia idade, mas com a mania de corredores em locais que aconselham prudência e respeito pelo próximo..

3 comentários:

Fuzo de agua doce disse...

ó Amigo Valdemar
Num País onde pouca coisa se aproveita, querias ter condutores conscientes? isso já faz tempo que acabou, uma das coisas que mais prazer me dava era dar uma volta com a Mulher e Filhos, agora já é só por obrigação, tantas são as barbaridades que se assiste nessas estradas, e como andas de bicicleta já deves ter apanhado uns valentes sustos.
Um abraço
Virgilio

eduardo maria nunes disse...

Onde mora o Sérgio
Foste a Rio Mau
Eu fico á beira do Tejo
No Douro não tropeces no calhau

Tinhas de o fazer
Por causa de um amigo
Agora estou a escrever
Contra o mal estou contigo

Condutores endiabrados
Causam mortes na estrada
Com cuidados redobrados
Da liberdade conquistada

A liberdade palavra linda
Por muitos não respeitada
Começando pela finta
Causando mortes na estrada

A condução é saber
Os outros respeitar
Na estrada aprender
Sem ninguém atropelar

Um abraço Valdemar
Do amigo alentejano
Andas no Douro a navegar
Se for verdade não me engano

Eu fico à beira do Tejo
Cada um em seu lugar
Ser do Douro privilégio
Suas belezas não estragar

Agostinho Teixeira Verde disse...

Condutores malabaristas
Da velocidade e ziguezagues
Não sejamos alarmistas
É a força dos audazes
Que se torna em tragédia
Eles até são bons rapazes
Mas estão fora da média
O pior está para vir
Porque nessa aventura
Era melhor estar a dormir
Que voar para a sepultura
Vamos andando devagar
Chegamos na mesma ao destino
Aqueles que sabem acelerar
Acabam por ficar no caminho...