sábado, 5 de março de 2011

Indignação (desprezo vultos nacionais)


Só se defende o que se ama e só se ama o que se conhece.
riodouroniassa.blogspot.com
Não admira que esta sociedade não saiba, não queira saber e se esteja perfeitamente nas tintas para os dias em que desapareceram duas figuras de prôa, de luxo e de respeito na nossa "sociedade".
Prof. Saldanha Sanches. Prof. Ernani Lopes.
E que lhe fez a sociedade?!?!?
Pouca coisa, uma ou duas notícias nos jornais rádios e televisões. Perderam-se dois faróis da democracia,
fiscalidade e economia e nada...
Entretanto, algures num quarto de hotel em Nova Iorque, também em 2010, um jovem de 21 anos enche-se de coragem e num acesso de raiva, mata e mutila um velho maricas de 65 anos. Alguém que era "conhecido"
por dizer cobras e lagartos de uns e de outros... e que faz a sociedade?!?!?
Não... não... não irão erguer uma estátua ou dar o nome de uma rua, ou sequer apoiar publicamente um jovem de 21 anos, que arrastado para um meio de proxenetas e prostituição que é o da moda e do mediatismo, não aguentou a pressão de uma bicha que o queria apalpar e sodomizar e o castrou... não... antes pelo contrário!
Esqueçam-se Saldanha Sanches, José Torres, Hernani Lopes, Carlos Pinto Coelho, Mariana Rey Monteiro, Rosa Lobato Faria, Matilde Rosa Araújo, Mário Bettencourt Resende, Virgílio Teixeira.
TODOS desaparecidos em 2010.
E claro, não me posso esquecer, nem nunca o farei. Esse senhor do entretenimento, com inteligência, que foi António Feio. O país chorou esse homem, esse actor, esse lutador que desapareceu em 2010.
14 de Maio de 2010! Esta data diz algo, a alguém?
Que lhe fizemos? Nada, esquecer...
Agora querem dar o nome de rua a um parasita que "escrevia umas crónicas" e … levava nas nalgas.
Aí está o lobby dos paneleiros em movimento...

4 comentários:

Valdemar disse...

Bom, histórias de paneleiros sempre venderam mais jornais e já agora dou os meus parabéns ao defunto pelo brilhante desejo de que as suas cinzas fossem deitadas à saida dos esgotos de Nova Iorque... Embora bastasse para isso pô-las numa retrete qualquer e puxar o autoclismo que as cinzas do panasca iam direitinhas ao Rio Hudson... Que na merda viveu e agora na merda RIP.
Valdemar Alves

TINTINAINE disse...

Gostei do comentário do Valdemar e do...RIP. Se bem percebi e com a ajuda do pouco que sei de Latim, as iniciais querem dizer Requiescant in Pace.
Só me resta, portanto, acrescentar:
- Amen!

Valdemar disse...

Tanto quanto eu sei Tintinaine... "Requiescat in Pace" é a forma académica e correcta da abreviação RIP... Porém no mundo anglo-saxónico devido à coincidência das iniciais utilizam o termo REST IN PEACE... E vá lá agora um gajo dizer-lhes o contrário.
Valdemar alves

Fuzo de agua doce disse...

Vivemos no Pais do faz de conta, e assim fica perfeito a importância dada a quem a não merece, e o esquecimento dos que fizeram algo de valioso para a Sociedade.
Sinal dos tempos.
Um abraço
Virgílio