sábado, 26 de março de 2011

Os inúmeros escravos, dos novos ditos senhores

O ser humna nasce para se revoltar ou para ser revoltado! Desde que nasce, começa por se revoltar se não lhe dão leitinho!
Revolta-se e faz perrice se não o deixam fazer o que quer!
Revolta-se quando lhe ralham, quando o castigam.
Fica anuado, revoltado!
Quando vai para a escola revolta-se por causa das notas.
No trabalho revolta-se porque não arranja o emprego que quer ou o patrão paga pouco ou não lhe dá uma promoção, e mesmo já quando casado não faz o que querem; não mandam, são mandados!
Revolta-se, porque apesar dos estudos ninguém  repara nos canudos.
Antigamente os escravos eram medidos pela sua força física para o trabalho. Hoje, os escravos modernos não sendo analfabetos, sendo mesmo inteligentes, estão nas mãos  de novos senhores e destes dependentes, que lhes exploram os intelectos!
O ser humano nasce para se revoltar ou ser revoltado!
De vez em quando, faz revolucões, mas, ao fim e ao cabo, continua a mesma relação entre o senhor e o escravo.
Manda quem pode!
Obedece quem deve!
Hoje em dia, quem manda são os senhores, mesmo que eleitos em sistemas "perfeitos" de maioria!
Hoje, há muitos licenciados desempregados,  à espera de serem escravos! Quase apetece perguntar: para que servem os estudos e a iniciativa privada?
O Homem nasce para se revoltar ou para ser revoltado!
Bom seria que depois das revoluções não se mantivessem as mesmas situações.
Bom, bom seria.
Mas para quando acontecerá a chegada desse dia?

3 comentários:

edumanes disse...

Pois é amigo Valdemar. Está certo, certinho e direinho. Nós os pobres viemos ao mundo para sermos escrovos, e por isso mesmo, é que, somos revoltados.
Há quem diga que o mundo é injusto. O mundo não é injusto os homens é são injustos.
São tão injustos que muitas das vezes nem em si próprios pensam.
São capazese de lutarem contra eles mesmos, só para aos outros causarem a desgraça.
Infelizmente, no nosso país, temos muitos.
Como é que não poderemos estar revoltados?
Gostava que dia D, acontecesse, ainda, antes de eu morrer para saber qual era o futuro dos meus netos.
Um abraço,bom fim de semana e vamos esperar por melhores dias.
Eduardo.

António Querido disse...

Calma Amigo Eduardo! Os nossos netos saberão adaptar-se às novas realidades, e aprenderão a lutar pela estabilidade e democracia, eu não estava no País no dia 24 de Abril de 1974, mas alguém por mim alterou a situação de Portugal, nós podemos cá não estar, mas a curto praso alguém irá mudar a situação actual, e a minha esperança é, que seja para melhor, o meu neto com 11 anos à dias estava comigo e viu o Sócrates na TV, e diz-me olha avô, lá está o mentiroso, o aldrabão, minha pergunta: Mas o que é que percebes disto para falares assim? Resposta, então não é avô, ele hoje diz uma coisa e amanhã faz outra! Parece-nos que não, mas estão atentos!
E serão eles "Juventude" a resolver o problema!

TINTINAINE disse...

Segundo a Lei da Selva é o mais forte quem manda e ao mais fraco não resta outra solução que não seja obedecer.
Ser o mais forte, ter mais poder, ou ter mais dinheiro vai tudo dar ao mesmo.
Ser mais fraco, mais pobre, significa ser escravo de quem está por cima. Sempre foi assim e sempre há-de ser.
Mas cada um tem o direito de revoltar-se, nem que pague esse direito com a própria vida.
Tal e qual como acontece na selva.