terça-feira, 23 de março de 2010

Que diria Deus?

Mudar de Vida!!!!...IGREJA CATÓLICA
    
A Melhor forma de incentivar não é dar exemplos. Mas sim a única.
    O escandâlo da Pedofilia na Igreja Católica pertence ao grupo de novelos cuja ponta, depois de encontrada, é possivel puxar, puxar e continuar a puxar.... Pelo que os factos vão mostrando é bem possivel que estejamos perante uma bomba-relógio cujo eventual estouro abale fortemente a Igreja.
    O Papa já o percebeu. Pena que tenha reagido da pior forma. Primeiro, escreveu uma carta aos católicos irlandeses, dizendo-se "envergonhado". Mais um bocadinho e o perdão teria seguido via SMS. Um dia depois, durante a habitual celebração de domingo na praça de S. Pedro, Bento XVI pediu aos fieis intransigência para com o pecado e indulgência para com os pecadores. "Aquele que está livre do pecado que lance a primeira pedra"  sublinhou o Papa. Estou com Manuel António Pina: nesta altura, o que dirá Deus da sua Igreja?
Com a devida vênia transcrevo do J.N. Terça-Feira, 23/3/2010
Nota: - Também eu estou de total acordo com ambos, os Senhores. Manuel António Pina e Paulo Ferreira   sub-director do D. N.
     Os últimos acontecimentos e que finalmente furaram o sistema e assim foi possivel terem-se deles conhecimentos, não surpreendem os mais atentos a este fenómeno e ao poderio religioso e as razões que o levam a ter vindo  a perder o seu sigilismo.
Papa Bento XVI andará incógnito no Douro?
Dizem que se vestirá de D. Maria para se disfarçar?
Lá se vai o "Segredo"
  Diz-se que pouca gente saberá que o Papa tem uma casa de campo no Norte de Portugal e que se veste de D. Maria para se disfarçar. A ser verdade lá se vai o "segredo"

3 comentários:

Fuzo de Agua Doce disse...

A pedofilia na Igreja, é apenas mais um ramo da decadência a que chegámos se lemos e ouvimos diariamente atentados desta natureza até de pais e outros familiares, porque não dos padres? então eles coitados estão proibidos de casar, e nesse caso talvez lhe sejam perdoados os pecados.
Amigo Valdemar, estou a escrever como compreenderás com ironia, mas a sério eu sei como tratava estes tarados, que pelo que se vê é uma praga que não está em vias de extinção.
Um abraço
Virgilio

TINTINAINE disse...

E o outro continua a atrasar o julgamento, tanto quanto pode, a ver se atinge a data de prescrição.
Ai se eu fosse juiz dessa causa!!!!!!

Anónimo disse...

Estes casos da pedofilia e de outras barbáries não pode ser arrumada para debaixo do tapete e deve ser encarado com toda a seriedade a começar, justamente, pelos moralistas da igreja católica e por toda a sociedade que se deveria empenhar, não em vinganças sem julgamento como na idade média se fazia, mas nas barras dos tribunais civis, competentes e rigorosos, em que todos fossem julgados, independentemente de serem religiosos ou não, porque isso é secundário no caso...
As religiões em situações destas não podem estar em vantagem nem em desvantagem perante as leis do país e devem antes do mais sujeitar-se a essas mesmas leis!
Dentro das organizações religiosas não quero emitir uma opinião sobre o que deveria ser feito, por não fazer parte de nenhuma instituição religiosa... Contudo não posso aceitar, como cidadão, de que sejam os chefes religiosos a decidir o que deve ou não ser feito quando um acusado pertence a uma religião, quando se trate de cargos de responsabilidade...
« A César o que é de César » e aos tribunais o que é dos tribunais!...
Não sei se gostaram ou não, mas foi o que aprendi junto do Douro antigo vai para SETENTA ANOS...
UM GRANDE ABRAÇO!
PIKO