quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Honra de Leão

Historial Leonino deveria ter-se-lhe muitissimo mais Respeito
Quererem justificar o Injustificável, não é bonito e muito menos sério desportivamente
Com a devida vênia transcrevo do Jornal a Bola de 3 de Fevereiro de 2010, um comentário analistíco  de José Manuel Delgado no Balanço F.C.Porto - Sporting Clube de Portugal
"EU
  ASSIM VEJO"
Quando perder por 5-2 é o pior do que perder 5-1
     Há muitos anos-já lá vão 35!- O Sporting goleou em Alvalade para o Campeonato, o F.C.Porto por 5-1. Foi numa tarde de muito Sol (sim, o futebol ainda se jogava muitas vezes (sem recurso à iluminação artificial!..),com casa cheia e jogo a começar de forma exuberante, Teófilo Cubillas a fintar um e outro, a ladear o mitíco Vitor Damass e a fazer um golo para a eternidade.

     Depois fortissima reacção dos leões e reviravolta espectacular no marcador que de 0-1 passou para 4-1 - Estava  o triunfo verde-branco já decidido quando Samuel Fraguito resolveu tirar um coelho  da cartola, aplicando de trivela, do circulo central, um chapeu a Tibi, que fixou o placar em  -5-1
Em que difere essa manita desta manita?
A respoosta é clara: no equilibrio. Enquanto que nos idos de setenta, o FCPorto abandonou Alvalade goleado mas não humilhado o Sporting de ontem, que a 33 minutos do fim já tinha encaixado cinco golos temeu um cataclismo de proporções biblicas.
É essa característica -a diferença abismal entre as duas equipas ao longo da hora e meia -que há-de particularizar este clássico.
Nota:-
     Que me perdoem os meus Amigos e Filhos da Escola "Portistas" que assistimos ao citado encontro em Alvalade. Se aquilo não foi humilhação!.... Então o que é uma humilhação? Muito de vós, hoje na casa dos setenta e tais e que ainda tendes esse targo amargo na garganta, mereceis seres ilucidados.
     É perfeitamente normal que todos nós tenhamos as nossas afeições clubistas, mas quando se está a servir como no caso leitores ligados clubistícamente a outros emblemas, e que pagam para com esforço económico adquirir o Jornal, deveria imperar o bom senso, e deixar-se as paixões clubistas para outros locais. Para a maioria já não funciona quando se tenta tapar o Sol com a peneira.
     Quem assistiu ao encontro de Alavalade, não sei se foi o caso do articulista, sabem, viram-no e disseram que o Sportig teve M de oportunidades para aumentar a contagem e juntando os 180 minutos, fazendo-se uma análise séria e desapaixonada fgácilmente conclui, que foi o Sporting que dispôs de mais e melhores oportunidades para aumentar o Score.
     Felizmente,  desta vez não veio vez ao de cima como é uso em certos ditos comentadores "que felizmente nunca foi o caso deste", porque até gosto e admiro muitissimas das suas análises,que o Sporting só tinha ganho esse jogo por ordem dos mandantes de então;  mas como dizia eu: para tentarem o desmérito dos trofeus ganhos pelos  Clubes do Sul, sai sempre a máxima deles, aconteceu por oferta de Craveiro/Tomás/Salazar/Marcelo. 
     Por muito que custe a digerir ao articulista e, aos portistas xde meia tigela os resultados históricos serão para sempre os que constam:-  em Alvalade 5 a 1 no Dragão 5 a 2.
    Devo dizer: sinto-me indignado pelo comportamento dos Jogadores do meu Clube e, que façam um examedeconsciência e passem a ter  mais respeito pelo Clube  e  seus associados.
Foi mau demais, para serem desculpabilizados.
 Pois somos nós que damos vida ao Clube em todos os tempos e no meu caso concreta há várias decadas.
   Como Sportinguista devo dizer;  sinto-me  humilhado e, não ghostaria, agora sei dar o valor, a  quanto sofreram os meus amigos verdadeiros Portistas na pesada derrota dos  5 - 1. Mas verdade é: uma coisa é ouvir, outra é sentir. Sentir causa um sofrimento horrivel.
 Esperamos que se apercebam da grande divída que contraíram e, que nos jogos futuros, nos brindem com alegrias.
Ainda muitíssimo cambalido, mas já mais aliviado e, parece-me que começo já sentir a aragem de rápida recuperação . 
 Parar é morrer e, nunca perderei a força enquanto viver, para gritar bem alto. Viva o Sporting. 
Cá o temos de Garras afiadas e com o Rabo a sair de entre pernas. Vamos ter Leão a valer.
Ou muito me engano, ou a águia vai pagar com juros as picadelas do Dragão.
Sangue, Suor e Lágrimas, juntado-lhe Esforço, Dedicação e Glória
VIVA O SPORTING 

4 comentários:

Anónimo disse...

Amigo Valdemar
Conforme já escrevi no blogue do Camarada Oliveira, nos últimos anos no meu clube sofremos humilhações de toda a ordem, mas temos que relativizar as coisas, porque se levamos as coisas muito a peito ainda nos dá alguma que nos leva desta para melhor, e os que ganham com o negócio ficam cá a rir.
Claro que isto é só conversa fiada, porque eu nem sou capaz de ver os jogos quando o meu clube está a perder.
Um abraço
Virgilio Miranda

TINTINAINE disse...

É assim mesmo Virgílio.
Mas admiro o Valdemar que segue o futebol do SCP desde os tempos em que eu só queria saber de saias. Quando tinha 20 anos só pensava em c... e de futebol não percebia nada. E só jogava quando me obrigavam a isso.
Na Estação Radionaval da Machava havia um campo de futebol que tinha uma grande árvore na linha lateral do lado poente. Como só jogávamos de tarde, a sombra dessa árvore projectava-se até meio do terreno de jogo.
Eu escolhia jogar na equipa que atacava para o lado norte e na posição de lateral esquerdo. Assim passava o tempo à sombra.

Artur/Leiria disse...

Claro que as barriguinhas fazem-se com cerveja e sombra, já que com sexo e jogar-se na bancada, não ajudam muito não, ao tentar-se fazer a sua reversibilidade…

Anónimo disse...

Eu também vi esse jogo, nunca me esquecerei, foi dia dos meus anos. Mas tínhamos uma equipa fabulosa e no Porto, nunca me esqueço, surgia um puto espectacular de seu nome Fernando Gomes