quarta-feira, 21 de abril de 2010

Moçambique=Portugal - Saúde


Doenças na Terceira Idade:
  Na maioria dos casos somos nós que queremos pactuar com a doênça e, lhe damos todos os trunfos para que elas consigam cumprir o seu objectivo. O quais são o de nos fazer sofrer.
Hoje foi talvez dos dias que mais lamentações ouvi, agora dizer-me que seguem à risca o que nos é clinicamente recomendado pela Organização Mundial de Saúde ou pelo nosso médico " é o segues"
A maioria delas podemo ser controladas, não as curando evitamos que ela se desenvolvam,basta  seguirmos as recomendações.
A pinga "tintol" representa zero, quando por um ou outra razão há a necessidade de parar. Se no nosso dia a dia apenas passamos a beber por água, essa sim a única que mata a sede.
   Para viver feliz não há idades.
    Façam como eu: não posso beber, não bebo, e já o faço há 23 anos.
 Sou imensamente feliz. Se não tivesse parado já há muito tinha ído.

Portugal e Moçambique:-Saúde
       Estilo de Vida Protege moçambicanos de doença de Cancro
  Um estudo comparativo entre Portugal e Moçambique mostra que o menor consumo de tabaco associado ao perfil genético, defende a população africana do cancro do estômago, mesmo que os niveis de infecção sejam igualmente elevados. Consumo de Tabaco faz com que os portugueses desenvolvam mais o cancro do estômago que os moçambicanos.
   Em Portugal, a relacção é de 28 por 10 mil pessoas, em Moçambique é de 0,9 por 10 mil, nota o estudo.
   Moçambique é o país com o IPAIMUP tem uma colaboração mais estreita. Segundo Sobrinho Simões, presidente do Instituto, Rui Mota Cardoso investigador senior, Marques Santos reitor da Universidade do Porto, querem alargar e fortalecer a rede de intercâmbio com África.


Sobre Moçambique falar
Seja do passado ou do presente
É-me tão gratificante recordar
Essa Linda Terra e a sua gente
II
Se acaso vier a partir
Sem de novo lá voltar
Para onde for eu vou sentir
Esse meu amor a perdurar







2 comentários:

Anónimo disse...

Queres que o pessoal beba água e como a vingança se serve fria, ficas a ver navios em termos de comentários.
Um abraço
Virgilio Miranda

Valdemar disse...

Não Filho da Escola, eu gosto de ver beber quem pode e, se sabe controlar.
Nada me move contra os produtores de bebidas.
Agora as pessoas têm que tomar as suas próprias opções! Escolherem o que querem: "entre o estar bem, ou sofrer. Tão e sómente isso.
Repara que numa série de doênças, como os aços e essas coisas todas prosta etc.etc. eles nem poibem a bebida na totalidade, mas recomendam o máximo meio copo a cada refeição!!!.
Quanto a comentários!!!
Importante é que, o que escrevemos vai ficar para depois de nós e, sirva como documento de consulta ilucidativa.
A melhor forma de ajudar, não é dar exemplos. Mas a única.
Nas reuniões que promovo,costumo dizer: eu estou aqui para ajudar com o meu testemunho de vida. A opção a tomar é vossa é pessoal.
Contra a sua própria vontade ninguém se trata.
Um abração e continua.