quarta-feira, 20 de abril de 2011

Por onde andará, o Orgulho Português?


A TOTAL HUMILHAÇÃO PORTUGUESA.

Passos Coelho disse-o com clareza: o programa do governo do PSD será o do FMI.
E o mesmo acontecerá necessáriamente com o do PS e CDS, partidos que, juntamente com o PSD, continuam em reuniões com os mandatários do FMI, BCE e UE para receberem instruções ("negociações", chamam-lhes eles: O FMI, BCE e UE ditam e PS, PSD e CDS tomam nota.
Dois ficam de fora BE e PCP  que conterão certamente medidas alternativas, mas que não poderão fazer mais que numa improvável participação no Governo apresenttá-las e na Assembleia da República, pois já estará antes das eleições em  funcionamento a coligação FMI/BCE/UE/PS/PSD/CDS.
Assim as eleições que se avizinham servirão para oferecer ao país na falta de pão duas ou três semanas de circo.
Certamente poucos o saberão, pois se muitos soubessem do seu paradeiro, certamente já há muito tinham corrido com esse bando de incompetentes e chamarem os técnicos portugueses suficientemente qualificados e capazes, honestos e honrados, voluntariosos e corajosos, experimentados e com sentido público (porque os há´!!!, porque os há!!!) para pôrem as finanças e a economia do país em ordem, e em vez disso tivesse vindo os do FMI. Levaram tantos portugueses a clamarem iludindo-se que agora com esta história, que a intervenção do FMI seja somente para a concepção de um empréstimo, quando se sabe que ela consiste em termos técnicos do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial a imporem-nos regras excessivamente severas, à revelia dos nossos interesses estratégicos vitais e com isso pondo em causa o nosso futuro e suburdinando-nos às potências  financeiras (económicas) que dominam estas instituições-nomeadamente os EUA-que sina esta em que os portugueses preferem ter estrangeiros a porem-lhe as patas em cima do que acatarem ordens de portugueses decentes.
Por onde anda o brio, e o orgulho, dos portugueses (que vergonha!)

2 comentários:

António Querido disse...

Hoje estou totalmente de acordo com o que escreveste, mas quem se atreve agora a dizer àqueles jovens que recebem o RIS, tens de arregaçar as mangas, dar corda aos sapatos e começar a trabalhar, quem se atreve a dizer a estas pessoas que eu vejo, a encherem as pastelarias ao pequeno almoço e ao lanche, que se fizerem isso em casa lhes fica mais barato, quem se atreve a dizer a estes pequenos comerciantes, que fecham os estabelecimentos à hora que lhe apetece e deixam um papel na porta "volto já" que fecham um mês e vão passar férias no Algarve, o Senhorio vai para receber a renda e recebe como resposta ( agora não posso, só para a semana ) isto passa-se comigo, ao lado está um chinês, que está aberto Domingos e Feriados, abre às 8 da manhã e fecha às 11 da noite, quem se atreve a dizer aos Portugueses, vamos acabar com as pontes de três ou quatro dias sem trabalhar, não são só os Políticos que têm de mudar mas também a nossa mentalidade de forma de vida, e aí sim, quando arregaçar-mos as mangas e der-mos corda aos sapatos, temos autoridade para obrigar o
Governo a fazer o mesmo, e como diz o Artur, tenho dito.

edumanes disse...

Eles querem lá saber do orgulho de ser português?
O que eles querem saber é a maneira como nos vão deixar de dar aumentos de ordenados e pensões, e para nos tirarem algum do pouco que, ainda, temos.
MFI/BCE/UE/PS/PSD/CDS, e ainda anda por aí a Troika. Para todos em conjunto nos tramarem.
Aonde é que estão os homens e mulheres com honestidade para governarem este pobre país.
Será que já os não há?
Vamos ter esperanças de que eles venham a tempo
de o salvar do naufrágio, tudo pode acontecer?

desejo feliz páscoa para todos
Um abraço
Eduardo.