segunda-feira, 4 de abril de 2011

O Valdemar, o Niassa e o Fado! = Mas que gandississimo burro sou eu.

Porca miséria.
Ontem o Carlos presenteou-me com um video a recordar os bons tempos do Niassa que públicou aqui em video.
Tive o cuidado de o guardar para hoje o partilhar com todos vós, mas como quem não sabe é pior de que quem não vê, vai daí kliquei em cima e num ápice fiz desaparecer a preciosidade.
Não foi um truque de magia não senhor mais uma vez foi a minha burrice a estragar tudo.
Só me resta agradecer-lhe e mais uma vez recorrer à sua genorosidade para que se possam rir e ficarem bem dispostos tal como aconteceu comigo.
O Rintinaine tem essa capacidade de saber surpreendernos pela positiva.



Obrigados Amigo.

4 comentários:

TINTINAINE disse...

Agora não ficou tão bem como estava, mas vê-se na mesma.
Um abraço

António Querido disse...

À FADISSSTA! Nós na Base Naval da Machava tínha-mos uma lata velha com cordas improvisadas!

edumanes disse...

Que pertenceste à Marinha
Em Metangula eu sabia
De fadista não tinha a certeza
Cantavas o fado na baía
Junto de tanta beleza
Lago Niassa com sua pureza
No silêncio da noite se dormia
Também havia alguma estranheza
Mas as coisas mudaram um dia
Alguns por causa de sua esperteza
Recusavam o que o outro pretendia
Valdemar com sua guitarra na areia
A olhar o Lago e a pensar permanecia
Sem falar da vida alheia
Cumpre seu dever de noite e dia
Respeita todos e não regatei
Deste video que desconhecia
Que mostra como foi no pasado
Valdemar que à Marinha pertencia
EM METANGULA A CANTAR O FADO.

Fantástico, gostei muito de ver o video.
Um abraço
Eduardo.

Valdemar disse...

Tenho a impressão que o Valdemar é filho da minha terra... (Tenho um parente aqui de férias e tira-me o tempo para comentários)