sexta-feira, 27 de agosto de 2010

"As Tardes da Júlia na A TVI" e EU = Tema Mudar de Vida.= Conversa telefónica com a Jornalista Marta.



Mas que Ministra da Educação temos nós? A seguir a este artigo
e
Carta Aberta de uma Gata Portuense a Cavaco
blogue= marinheirododouro.blogspot.com

Resultado de Uma Conversa Telefónica com uma Jornalista da T.V.I.
   Esta conversa: não se trata de uma conversa da Treta, onde essses maravilhosos artistas disseram e trataram coisas serissimas a brincar, mas sim de um flagelo que vitíma inúmeros seres humanos e onde somos o nono país do mundo de maior consumo.
José Carlos Pereira . Actor de Novelas da TVI    
Já, desde há algum tempo que tinha vontade de escrever sobre um caso que me tem incomodado pela forma como tem sido tratado e por terem feito dele e o tratado  por vezes com uma leviandade lamentável.
 Infelizmente há muitos que são apanhados por esta doênça que é um flagelo seja a nivel português e Mundial. Que não escolhe classes sociais. Desde Doutores Politícos, Engenheiros, Padres etc.etc.
     Estou a referir-me a um caso que envolve um actor das Novelas da Estação de Televisão TVI e quero prestar a minha homenagem às pessoas desta estação que se envolveram no forte apoio a esse actor e tudo tentaram fazer para que ele opte pelo tratamento, garantindo-lhe inclusivé novo trabalho apos o tratamento. "Maravilhoso e altamente louvável tal comportamento". Incluíndo segundo li com um papel empenhadissimo da Senhora Doutora e Jornalista Júlia Pinheiro.
     Infelizmente  que o actor já tentou um tratamento  mas que não resultou. "Teve uma recaída".Apesar de não dever ter acontecido, não é catastrófico e muitas vezes até contribui para que na próxima o doente pegue o bói pelos cornos de forma segura  a que ele jamais se liberte. "Abstinência total e continuada"
     Segundo ao que parece ou dizem serem palavras suas está determinado a voltar a fazer novo tratamento e desta numa clínica Inglesa ao que dizem também ser um tratamento milionário.
   Pura diversão propangandística da citada imprensa e sem querer ilibar a TVI, mas porque nunca a vi envolvida nesta campanha e perseguição ao Doente,"não lhe dando um  minuto de prevacidade" desde o arranjar-lhe namoradas e mais namoradas, com copos de água na mão e, " tantos e tantos disparates que seguramente em nada o ajudam a resolver o seu problema". Mas se calhar isso para eles é o menos importante. "Também é fácil  perceber que lhes é indiferente se prejudicam ou ajudam". Nem parece ser esse o papel a desempenhar pela imprensa cor de rosa.
Deveriam ter mais respeito e seguramente que em nada estão a ajudar o citado artista "que padece de uma gravisssima doênça "O Alcoolismo", para que possa saír da sua dependência e lhe deiam descanso para que consiga tentar reunir todas as suas forças para vencer  a dependência e se tornar abstinente, e que como eu ultrapasse quando lá chegar os meus 24 anos que levo de abstinente.
  Comecei este artigo para abordar e desenvolver um testemunho nascido da conversa que mantive ontem com a doutora e Jrnalista da TVI Marta, mas acabei por não o fazer.
  Contudo e porque este caso é deveras importantissimo aproveito para afirma com conhecimento de causa que não há tratamentos caros desde que com ele tenhamos a felicidade de nos tratar e nos tornar abstinente.
 Essa abstinência é de um valor tal que não tem dinheiro no Universo que a possa comprar.
 Como diz o tema e muito bem do  programa das "Tardes  da  Júlia"= Mudar de Vida = Esta mudança é de tal ordem importantissima: e a felicidade que nos proporciona e que dela podemos desfrutar com a nova vida que passamos a viver é tal,  que descrevê-la não é possivel.
   Um Abraço de Esperança.
    É difícil, mas posssivel.
    Se eu até hoje venci é a prova cabal de que não é impossivel e prova que o querer é poder.
   Se acaso este artigo for lido por alguém da TVI, que transmitam-lhe um abraço meu de óptimismo.
     Parabéns a todos quantos se empenharam nesse apoio.
    Uma palavra ou um gesto, muitas vezes vale uma vida humana.
    
Continua= nos dias que se seguem com um testemunho meu e a minha experiência de doente recuperado. Temas que seriam aqui públicados vão ser escritos e editados em marinheirododouro.blogspot.com

3 comentários:

TINTINAINE disse...

Não sabia que o problema do Zé Carlos era assim tão sério!
Quem o vê na telenovela nunca diria que está apanhado dessa maneira.

Fuzo de agua doce disse...

Explica aqui no teu blog, o que é isso do Alcoolismo.
Há muita gente que pensará que alcoólico é uma pessoa que apanha uma ou várias bebedeiras, em eventos sociais, ou de lazer, e pelo que sei não é nada disso, será sim uma doença, que faz com que uma pessoa beba compulsivamente em qualquer altura ou lugar, és a pessoa certa para nos explicar as diferenças entre um e outro caso.
Um abraço
Virgílio

Valdemar disse...

Filho da Escola.
Sinceramente em cada dia que passa te admiro mais pelo teu sentido perspicaz.
Tens toda a razão na observação que fazes.
Hoje felizmente voltei a ser contactado por uma outra Jornalista da TVI e devo dizer que são Jovens maravilhosas e cativantes, sensibilizadas para estes prpoblemas que em cada dia atinjem mais a sociedade portuguesa e cada vez mais rápidamente.
Vou abrir um novo blogue onde vou abordar e dar a conhecer o meu testemunho fazendo um relato contando como comecei e as fases porque passei até chegar ao fundo do poço.
Vou responder às questões que e muito bem levantas, logo que me seja possivel.
Reconhecido pelo sentido de responsabilidade.
Isto é um problema que afecta a todos.
Não há ninguém que não tenham um primo, um sobrinho, umfilho etc. que não tenha problema com o álcool.