segunda-feira, 9 de agosto de 2010

"Um Homem Decente"

Inovação = Vaticano e a Igreja Britânica. Link = terrasriomar.blogspot.com
Amigos Virtuais. = Pedidos fotografias Rio Douro = marinheirododouro.blogspot.com

                                                 António Dias Lourenço
                                                   "UM HOMEM DECENTE"
     Li num blogue insuspeito de simpatias ideológicas pelo PCP a expressão"um homem decente" para caracterizar o desaparecido dirigente comunista António Dias Lourenço, e vi depois a mesma expressão repetida mais do que uma vez em outros dispersos lugares.
      Caracterizar é distinguir.
Numa sociedade minimamente saudável do ponto de vista moral, em que a decência, e não falta de escrúpulos, fosse a regra, a expressão "um homem decente" não distinguiria.
     Só em sociedades moralmente doentes como aquela em que hoje vivemos a decência se torna uma característica distintiva e expressões como "um homem decente" têm conteúdo informativo.
       Dias Lourenço.
Dias Loureço dedicou toda a vida (17 anos dela passados nas prisões de Salazar, outros tantos na clandestinidade) a bater-se por ideais e não por valores pessoais.
      Quase 40 anos depois do 25 de Abril, em tempos como estes, de recem-chegados e oportunistas, isso é certamente motivo de escândalo.
        De quantas das notoriedades que abundam hoje na nossa vida política e económica poderemos dizer " um homem decente" sem abastardar a própria noção de decência.

2 comentários:

Fuzo de Agua Doce disse...

Já não se fabrica deste «material»agora é como nas lojas Chinesas tem quase tudo defeito.
Um abraço Virgílio

Fuzo de Agua Doce disse...

Já não se «fabrica» deste material, agora é como nas lojas Chinesas é quase tudo com defeito.
Um abraço
Virgilio