domingo, 1 de agosto de 2010

Mar de Espinho e Rio Douro em Cancelos/Midões Concelhos de Penafiel e Castelo de Paiva

Os novos  Doutores da Reinserção Social = marinheirododouro.blogspot.com
A Cueca só serve para atrapalha = terrasriomar.blogspot.com 
                 I
Quando o Mar enrola na areia,
Marinheiro sabe que ele lhe díz:
-Que onda bate na Areia e desmaia
- Porque fica  enormemente feliz
    Aqui no calçadão junto ao Mar em Espinho,não faltam, os caminhantes, corredos e ciclistas. Há Areia, Água e Sol , onde também existe componente cultural e desportiva , digna de ser registado.

                  II
Quando avisto o Rio Douro,
sinto uma enorme emoção.
enriqueço este meu Tesouro
que guardo seguro no coração
                    III                 
O Ano inteiro frequento o Rio,
Movido por uma grande Paixão
Sabendo que nunca sinto o frio
Mas  calor, do pulsar do coração.
                     IV
Sempre que revejo o meu Douro,
vejo-o  Inovador e Rejuvenescido
É o lucro dado por este  Tesouro
Por aqui ter nascido e crescido.
                   V
Rio Douro de águas calmas
com tanto segredo guardado 
conta-me histórias dessas almas
que te as revelaram no passado.
                    VI
Contadas a viva vós,
ao recanto da lareira
contadas pelas nossas avós
Enquanto ardia a fogueira

2 comentários:

eduardo maria nunes disse...

Homem do Douro feliz
Não é caso para menos
O destino assim o quiz
Não mentem os pequenos

É um rio com valor
Com riqueza à mistura
Se por ele tens amor
Não abuses da figura

Falas dele com respeito
Como sendo teu tesouro
Com suas margens perfeito
És habitante do Douro

Nas suas águas agitadas
Muitos perderam a vida
Pescadores de noitadas
Contra a miséria esquecida.

Valdemar disse...

Muitos mas mesmos muitos sinceros parabéns.
Só de quem nutre amor pode expressar-se com esta força sentimental.
Quando estiver com o Sérgio vou ler-lhe esta maravilha que tal como o Lago Niassa o Douro também se liga com muita afinidade.
Um Abraço.