sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Viagem Avião de Marcelo e Miúdo de 10 Anos.



Raínha de Inglaterra e os Poderes do Procurador Geral da República. ( Até dá vontade de Rir)
Blogue=terrasriomar.blogspot.com

Paraíso na terra = Blogue marinheirododouro.blogspot.com

É Imperdível
    O famoso comentador da TV, Marcelo Rebelo de Sousa, seguia a bordo de um avião, de Lisboa para o Porto.
- O lugar a seu lado estava ocupado por um garoto de uns 10 anos, natural de Amarante, de óculos, com ar sério e compenetrado.
- Assim que o avião descolou, o garoto abriu um livro, mas Marcelo Rebelo de Sousa puxou conversa.
- Ouvi dizer que o voo parece mais curto se conversarmos com o passageiro do lado. Gostarias de conversar comigo?
  - O garoto fechou calmamente o livro e respondeu:
- Talvez seja interessante. Qual o tema que gostaria de discutir?
- Ah, que tal política? Achas que devemos reeleger Sócrates ou dar uma oportunidade ao Passos Coelho?
 - O garoto suspirou e replicou:
- Poderá ser um bom tema, mas, antes, gostaria de lhe colocar uma questão.
- Então manda! - encorajou o professor Marcelo.
- Os cavalos, as vacas e os cabritos comem a mesma coisa, certo? Pasto, ervas, rações. Concorda?
- Sim. - disse o professor.
- No entanto, os excrementos dos cabritos são umas bolinhas, as vacas largam placas de bosta e, os cavalos, umas bolas bem grandes... Qual éa razão para isto?
   Marcelo Rebelo de Sousa pensou por alguns instantes, mas acabou por confessar que não sabia a resposta...
  E o garoto concluiu:
- Então como é que o senhor se sente qualificado para discutir quem deve governar Portugal se não entende de "merda" nenhuma???

Quem é que os quer? São Laranjas Amargas, que já nos sugaram o sumo.

2 comentários:

eduardo maria nunes disse...

O garoto de Amarante
Com Marcelo inteligente
Numa viagem interessante
O livro fechou calmamente

Até parece realidade
Num diálogo aparente
Com muita naturalidade
De merda, Marcelo, não entende

Fuzo de Agua Doce disse...

Lá que o Professor é inteligente, ninguém o nega, mas tem um pequeno defeito visual, só vê do olho direito, e talvez por isso não tenha conseguido responder ao miúdo.
Um abraço
Virgílio