quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Manter o Bicharoco Inanimado

Medíocres bons e excelentes= blogue =terrasriomar.blogspot.com
É preciso ter uma grande lata= blogue=marinheirododouro.blogspot.com

Uma Luta da qual tenho saído vencedor.
O Bicharoco e Eu. 
Tem sido um todo, que muito tem contribuído para a minha vitória.Tudo o que gosto: Terras, Rios , Familia e os Bons Amigos, que felizmente crescem todos os dias. Permitam-me que partilhem este dia com todos vós. A Luta pela Abstinência continua. Espero com todas estas ajudas vencer
             Bem Hajam e permitam o meu reconhecimento.
                   
                  24 Anos de Bendita Abstinência Alcoólica
           4 de Agosto de 1986 a 4 de Agosto de 2010
            A importância de viver um vida plena de felicidade = Ajudar e ser Ajudado
           O Bicharoco e eu!!! Uma luta que tenho ganho pedindo e lutando por um dia de cada vez.
    António Feio  (O Homem da Treta) recentemente falecido, a quem aproveito para prestar a minha homenagem disse:
 - Se eu pudesse matar o Bicho!
     Ele sabia que não podia: e que era questão de tempo, e que esse mesmo bicho como ele apelidou a doênça, que lhe seria fatal. Mas com a sua coragem e a forma sábia como lidou com a doença, doou a todos nós uma lição de vida.
     Nós os Doentes Alcoólicos Recuperados: sabemos que não podemos matar o Bicharoco que temos dentro de nós e que seria o mesmo que dizer: mataríamos a nossa doença. Sabemos que não houve e provavelmente não haverá quem consiga independentemente dos anos de Abstinência conseguir a que o Doente venha a beber regradamente. Sabemos que a única que existe é jamais se ingerir qualquer tipo de bebida alcoólica. Também sabemos que quando deixamos de o alimentar alcoolicamente ele fica de bocarra fechada e inanimado.
      Muito cedo após a minha abstinência percebi que a vida era bela: “porque anteriormente já tinha desfrutado dessas coisas boas que ela nos oferece.” Percebi e descobri coisas ainda muito melhores, nomeadamente a solidariedade das pessoas a complexidade de quem vive com este flagelo.
     Foi gratificante quando descobri, ao começar a trabalhar que estava a ajudar o outros a superar o meu problema e a contribuir para que outros também superassem o mesmo problema. Cedo percebi que recebia e recebo muito mais do que o pouco que dava e dou. Procuro ser inovador nas novas formas de poder partilhar a minha experiência e com ela ajudar a que outros se libertem desse horrível sofrimento que a dependência alcoólica leva a quem é dependente a todos quantos o rodeia e as principais vitimas que sempre são os seus familiares.
     Procura ajudar e sei que sou ajudado seja com os meus blogues sobre alcoolismo e outros, em contacto com publicações em Jornais e ainda em Rádio e televisão sempre que sou solicitado, como também com a minha presença física em iniciativas anti-alcoólicas e outras sempre e só em regime de total voluntariado.
   Sinto-me imensamente feliz pela passagem de mais um aniversário que terá muito mais força se for partilhado e para isso conto com a preciosa e indispensável colaboração da Comunicação Social; à qual antecipadamente agradeço.
     Por uma vida digna e saudável vou continuar a pedir um dia de cada vez e enquanto me for possível contribuir para que outros vençam “paralisem” esta doença tenebrosa.
   Dar a cara e ter a coragem de dizer não. Não, Obrigado: mas eu já não bebo bebidas alcoólicas
A Todos o meu bem hajam e o meu reconhecimento. UM Xi Coração

5 comentários:

TINTINAINE disse...

Então os meus parabéns pelos 24 anos de vida sadia que cumpres hoje. Que tenhas força de vontade para continuar assim é aquilo que te desejo.
Um abraço

António Páscoa disse...

Parabéns amigo, não só pelos 24 aninhos de vida saudável e feliz, mas também pelo belo exemplo de coragem para todos nós,continua a ajudar quem precisa,porque onde quer que estejas és e serás sempre recompensado!

Um abraço

eduardo maria nunes disse...

Para aqueles que foram dependentes, do álcoolo, do tabaco e outras drogas, e delas conseguiram libertar-se. Hoje, têm uma vida mais saudável. Nunca fui alcoólico, já quanto ao tabaco fui viciado, todavia, ao sentir o seu efeito desastroso que provocava na minha saúde, resolvi abandoná-lo de vez.
Para prescindir de um vício é preciso muita força de vontade. Se não ouver essa força, nada feito. Parabéns, amigo, pela vitória alcançada, que todos sigam o exemplo. Tudo a ganhar e nada a perder, porque sem drogas a vida é mais sorridente. Um abraço Eduardo.

Piko disse...

Grande amigo e conterrâneo:
- Um pouco atrasado no tempo, mas o que importa é que não me esqueci, e, podes acreditar, que és uma referência nesta casa, onde o teu nome e o teu belo exemplo é muitas vezes lembrado!
Dizes que é um dia de cada vez nesta caminhada, mas podes crer que acredito que serás um triunfador até ao fim!
Olha, infelizmente, já não creio com a mesma força no nosso Sporting e a culpa nem é do leão, mas os erros dos humanos foram de tal monta no passado recente, que não há bicho que aguente!
Mas, em Alvalade o assunto pode ser que se componha, haja esperança!
Para ti os nossos sinceros parabéns, com um abraço mais forte que o aço, que tu bem mereces!
PIKÓ

Artur/Leiria disse...

Hoje ao passar por aqui deparei-me com este post que me sensibilizou, olhando ao facto de que conseguiste vencer esse fracasso que infelizmente grassa muitas almas do mundo contemporâneo – a bebida! Não comentei mais cedo porque, como trabalho, o tempo é-me limitado, por isso leio os artigos quase sempre a correr. No entanto não quero deixar de te dar os parabéns, grande escola, que já foste sofredor dum dos maiores flagelos mas que agora dizes: “Não, eu não vou por aí”… ainda bem porque precisamos uns dos outros, já que pela ordem do destino, Deus ao juntar-nos assim o quis.
Saúde paz e harmonia, companheiro.