segunda-feira, 26 de julho de 2010

Manter a Forma = Arte de Fotografo



A crime sem castigo = terrariomar.blogspot.com
A Igreja e a pobreza em Portugal = marinheirododouro.blogspot.com

Partilha sem polémica

A foto com o Mar ao fundo. mostra o local junto ao mar onde é permitido andar-se de bicicleta.
Sinceramente confesso que nem escolhi a cor nem pintei o banco nem a bicicleta.
I
   Olhando as águas do mar,
logo comecei a pensar:
tantas milhas a navegar
      que eu hoje quero recordar
                                                                                 II
Viagens e outras  viagens,
        umas com ondulação bem forte
    Por vezes com muita coragem
Para enfrentar o mar do Norte.
Descansando um pouco sentado no banco junto ao mar em Espinho 
Aproveitando a brisa do Mar
III
Sentado no banco sózinho
      Com a areia a os pés  me beijar,
         um matar de saudades em Espinho
             De quando ao largo passava a navegar
ABicicleta que últimamente tem sido uma fiel companheira.
IV
Faz-me sentindo alíviado,
 ver a água e a sua ondulação
Mar por mim tão desejado
Sentindo-te no meu coração
V
Podendo dele aqui desfrutar
      Juntando-lhe o outro meu tesouro
      Felicissimo  por me poder banhar:
  Agora aqui, e logo no Rio Douro.

A felicidade só é possivel desfrutar-mos dela, se traçar-mos rumos seguros. 

2 comentários:

TINTINAINE disse...

Se calhar era isso que eu precisava!
Uma bicicleta para aquecer os músculos das pernas e combater as artroses.
Vou começar pelo exercício mental para ver se me convenço a passar ao exercício físico!

Fuzo de Agua Doce disse...

Assim é que que é,exercício físico faz bem ao corpo e á mente.
De bicicleta não ando por duas razões: cansa mais que andar a pé, e a segurança, que por aqui já não há para andar a pé, menos para ciclismo.
Um abraço
Virgilio