terça-feira, 13 de julho de 2010

Segurança ao Cidadão Comum?!!! Apanhados de Manhã, Soltos à Tarde.

Portugal de Tanga . pescadordodouro.blogspot.com
Grupo suspeito de 80 assaltos livre após rusga.
Nenhum dos 11 visados, ontem numa operação da G.N.R. por suspeitas de pelo menos 80 assaltos, no Norte e Centro será presente a Juiz.
     Ministério Público invocou a falta de flagrante delito e foram só constituídos arguidos.
     Desde Outubro do ano passado que o Núcleo de Investigação Criminal de Vila Nova de Gaia seguia a actividade do grupo, composto por individuos com 17 a 22 anos.
Assaltos a :
    Cafés, Restaurantes, Caixas Multibanco, Casas, Garagens, Colectividades, Bombas de Gasolina e Lojas de Pronto-a-Vestir, foram os alvos de uma vaga de furtos por arrombamento que se estende a vários Concelhos.
Efectivos mobilizados da G.N.R. :
- Ontem de manhã cerca de 90 militares da G.N.R., inclusivé da Companhia de Operações Especiais desencadearam oito buscas em residências nas Zonas  de S. Félix da Marinha, Serzedo em Gaia e Mozelos ( Santa Maria da Feira).
    Objectivos: -
Na mira estiveram não só os alegados operacionais como os receptadores dos bens furtados.
     A decisão de não apresentar os visados a Tribunal para aplicação de medidas de coacção apanhou de surpresa os militares da GNR
   Materiais apreendidos :-
 Uma grande quantidade de artigos que a GNR acredita terem resultado de assaltos: plasmas, aparelhagens, veiculos, computadores, Telemóveis e DVD´s entre outros bens.
     Também apreendidas foram uma caçadeira de canos serrados, uma pistola e um papagaio furtado de um café em Viana.
     O mesmo grupo, segundo a força policial, já tinha sido alvo de busca do NIC Gaia, em 2008, por crimes semelhantes. Tendo-lhe sido aplicado penas a alguns membros do grupo. 
   Nota:
       Fácilmente se percebe e è, por demais evidente o desânimo que  acompanha os agentes da autoridade.
        Se até houve confrontos. Correr Rsicos de Vids para quê?

4 comentários:

eduardo maria nunes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
eduardo maria nunes disse...

Pergunta-se para que servem as Forças de Segurança?
Quando ausente o flagrante de delito não podem ser condenados. Assim sendo os amigos do alheio continuam a roubar e se não forem apanhados em flagrante nunca serão presos.
E então o material encontrado em sua posse fruto mais que evidente que prova terem cometido os crimes dos quais são acusados?
Também sou da opinião de que não se deve prender sem culpa formada.
As Forças de Segurança precisam de meios humanos e materiais para prevenir e não reprimir e Leis que lhes garanta a sua integridade física, sem que para isso tenham que exercer o abuso de autoridade. A culpa é do legislador

Fuzo de Agua Doce disse...

Temos os Tribunais á medida dos Politicos que fazem as leis, veja-se o caso de ontem do «meu ex-patrão Isaltino, que de 7 anos que o tinham condenado, passou agora para dois, e no próximo recurso, ainda lhe vão dar uma indeminização.
Uma vergonha
Um abraço
Virgilio

Piko disse...

Muita coisa vai mal neste reino Portucalense!
E os maus exemplos vêm de cima, dos poderes instituidos, que não da Democracia...
Citando o último caso e que o Virgílio já comentou!... Como é que um cidadão vai entender, que um tribunal aplique sete anos de prisão efectiva mais cinco de perda de direitos constitucionais, venha agora um outro tribunal reduzir para dois de prisão efectiva! Ou erra o 1º juiz, ou erra o 2º, ou erram os dois!...
Claro, que esta barafunda ou bagunça, até dá para o autarca vir às Televisões a clamar por JUSTIÇA e que está inocente!...
Só acredita nesta gente, os amigos e os beneficiados, aliás a exemplo da PIDE, que acreditava no anterior regime, porque lhes dava estabilidade no emprego e ainda poder para fazerem o que muito bem entendessem... É evidente que não quero comparar os dois regimes, porque neste a todo o tempo podemos alterá-lo, assim o povo acordasse com essa vontade!...
Depois destes desvarios todos, é bem provável que os delinquentes e os criminosos sintam que há impunidade e daí não hesitarem numa via criminosa...
PIKÓ