quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O Meu Reconhecimento = Em Forma de Balanço

Os Meus /Vossos/Blogues; são grandes contributos para a minha felicidade.  
  Como é maravilhoso iniciar-se o dia fazer-se uma consulta aos contadores e perceber-se que logo pela manhã muitos Amigos/as nos consultaram.
    A felicidade e a certeza do dever cumprido constata-se quando vemos chegado o fim do dia e perceber quee muitos mesmo muitos foram aqueles que os consultaram e que em regra todos os dias vão aumentando.
    Procuro sempre fazer mais e melhor, para que assim seja em cada dia e neles me possa tornar  mais prestável e ilucidativo a esses fieis amigos.
    Por vezes não somos tão práticos e objectivos ou informativos como o desejariamos, mas não é menos verdade que nos começamos a interessar e apaixonar por eles e queremos alimentá-los diáriamente com sustentabilidade de qualidade e que vá ao encontro da ansiedade dos nossos amigos/as.
   Ao fim de algum tempo também percebemos quais são os artigos que escrevemos e aqueles que mais interesse despertam.
   Por mim acredito muito sinceramente que o que aqui escrevemos será sempre com a intuição de que servirá no presente momento, mas que continuará a ter o seu interesse no futuro e poderá até mesmo tornar-se num contributo muitissimo valioso em prol da sociedade.
 Posto isto:
 -Permitam -me que agradeça a todos quantos os vão consultando. Fica  a certeza de que pela minha parte, tudo continuarei atentar, para que neles consiga meter temas que despertem cada vez um maior interesse.
  NOTA:
      -Seja-me permitido realçar: que procuro sempre ser fiel às minhas convicções, mas com total respeito pelas convicções do semelhante, pois tenho a noção que a minha liberdade acaba quando entrar ou limitar a liberdade dos outros.
 MAS A NET TEM DESTAS COISAS MARAVILHOSAS !!!
     =Começamos a navegar por outras paragens, tais como Facebook e e-mails e todos eles são contactosmaravilhosos, onde por incrível que possa parecer se criam grandes amizades. Mas também, não é menos verdade que nos ocupam bastante tempo.
  Compreende-se que quem ainda tem horários a cumprir, nãos lhes seja fácil conciliar todas as coisas que gostaria.
Tal como comecei, termino: a desejar  a melhor sorte do mundo para todos.
 Contem comigo, o mesmo que me permitam  que lhes rogue,  que eu possa  contar com toda a vossa colaboração. Sem ela, a razão desta existência deixava de ter justificação para continuar.
QUEM NADA FAZ, NUNCA ERRA. MAS É BOM, QUANDO SE ERRA COM NOVOS ERROS: E NUNCA REPETINDO ERROS VELHOS.
 Abraços e Beijos

6 comentários:

Artur/Leiria disse...

Bem-intencionado! Bem elucidativo!
Noto que ao inserires este teu bélico pensamento, noto também que directo ou indirectamente me toca. Olhando, lógico, a que os afazeres de alguns, que é o meu caso, não permitem com assiduidade, uma envolvência constante… isto é o meu ver sobre o teu sentir dito por palavras minhas. Acredita que se tivesse o tempo que pudesse ter, a minha comparticipação conjugar-se-ia numa dimensão de mais e maiores valias! Mas, porque há sempre um mas, é melhor pouco, logo seja de boa vontade, do que nada…
Certo ou não?

TINTINAINE disse...

Tu és o maior bloguista que conheço, Valdemar!
Não sei como arranjas tempo para tanta coisa. Blogs ás dúzias, mails aos molhos, Facebook sempre cheio de mensagens, etc., etc. Um dia ainda me hás-de ensinar o teu segredo.
Cada vez que vejo chegada a hora de desligar o computador e olho para o pouco que consegui fazer, até me dói a alma. Mas que hei-de fazer, não sou um corredor de fundo como tu...!
Continua assim e podes ter a certeza que vais continuar a ter muitos «clicks».

António Páscoa disse...

Antes de mais quero deixar aqui os meus agradecimentos aos Filhos da Escola e a todos os bloguistas em geral,isto sem o vosso empenho e carolice não seria a mesma coisa,os MAILs que me enviam divertem-me imenso, o Valdemar e Moisés são aquela máquina, tenho que arranjar duas horas todos os dias mas garanto-vos nenhum fica por lêr, e ainda tenho tempo para semear as minhas favas, os alhos e até as batatas, está tudo programado nem dou pelo tempo passar,há ainda tenho uma hora para a minha caminhada! E assim vamos envelhecendo alegremente!
Um Abraço divirtam-se.

eduardo maria nunes disse...

Ter tempo e não inspiração
Quando pouco ou nada enfrenta
Para aproveitar a ocasião
Outros interesses representa.

Tudo isto é maravilhoso
Para quem o gosta de fazer
Valdemar, sempre generoso
Nunca te vamos esquecer.

Ajuda-nos a passar o tempo
Quem pouco ou nada tem para fazer
Também muito se vai aprendendo
Quando vossos artigos vamos ler.

Fuzo de agua doce disse...

Como escreve o Tintinaine, não sei onde arranjas energia para tanta escrita, eu tenho dias que tenho que espremer bem para sair qualquer coisa, e nem sempre sai, já agora não tens escrito sobre as tuas pescarias, será que já não há peixe no Douro? ou nesta época não se pode pescar no Rio?, é que passou todo o Verão e não falaste no assunto.
Um abraço
Virgílio

Joalex disse...

Nota-se que o Valdemar tem uma grande força de vontade e um enorme gosto pela escrita. Fiquei admirado quando agora passei pela sua página de perfil e vi a quantidade de blogues que possui.
Concordo perfeitamente consigo: os leitores é que nos dão ânimo e força para seguir em frente e eu doravante vou tentar estar presente, não com tanta assiduidade como gostaria, pois tal não mo permite a minha vida pessoal e profissional, mas sempre arranjarei uns momentos para ler e dizer algo.
Antes de me ir embora não quero deixar de lhe agradecer a visita que fez ao meu blogue e as palavras que deixou. A honra foi toda minha!
Um abraço
José Alexandre