sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Alterar o rumo dos acontecimentos!

Constatação de um Leão Doente
blogue = riodouroniassa.blogspot.com
Caberá aos jovens a responsabilidade de projectar, construir e alterar a sociedade para que o Mundo venha a ser melhor.
Na anterior geração, a maioria dos jovens pós  25 de Abril não fizeram tudo o que deviam. Mesmo assim sendo uma geração de pouca formação, "muitos deles analfabetos", fruto de uma penalizadora ditadura em que só alguns é que tinham privilégios de formação (os mais abastados), conseguiram com a união do povo fazer uma revolução  para melhorar as suas condições de vida e das gerações vindouras, porque antes de Abril de 1974 era uma miséria, somente um pequena minoria viviam bem, os outros eram escravos.Sendo que as políticas seguintes foram um desastre que se tem vindo a manter até aos dias de hoje, mas tiveram uma estratégia de mudança.
Quer-se com isto dizer: que hoje os corruptos implantados, compete a esta juventude os destronar e trocar por gente séria e capaz "que sabe-se existir".
Tem essa obrigação os jovens de hoje, porque possuem uma formação muito superior, pelo que têm o dever de conseguirem estratégias de mudança, para alterar o rumo desta sociedade cada vez mais descaraterizada, onde uns têm tudo e outros não têm nada.
Mas terão de ser humildes, nunca pensarem a terem ambições desmedidas, saberem que pouco interessa terem aneis em ouro se à sua volta existirem pessoas que estejam a passar fome. Terão de ter no seu coração o espirito de solidariedade e bom senso, nunca o ódio e ambições desmedidas.
Porque teriam de ser os jovens de hoje uma geração rasca? Apesar de terem vindo a serem mal conduzidos e sem oportunidades, dia virá, que saberão fazer rumar o país para o rumo certo.
Os Jovens têm de perceber que não podem caminhar sem a companhia de idosos que não se reveêm nesta situação actual e que podem ser de préstimos indispensáveis, porque são autênticas enciclopédias da vida.
Também porque terão de saber que uma socidade que despreze os seus idosos não tem o direito de existir e que o seu futuro estará sem eles, sempre comprometedor.

6 comentários:

Artur Sousa (Leiria) disse...

Opinando…
Este artigo deixa muito a desejar… é como se esperássemos, visto por esta linha de pensamento, que o real paraíso vai estar mesmo ali - nas mãos dos jovens - quando isto não passa dum imbróglio infernal para os pobres e uma estância turística para os corruptos?!
Os jovens não poderão fazer mais do que votar, nesta (des)mocracia, e/ou influenciar o voto. Mas esse voto poderá ser bom na minha maneira de ver; mau na maneira de ver de outrem, ou vice-versa.
Contudo ao falar-se em jovens, logo fossem jovens políticos eleitos por nós, talvez aí tocassem uma outra sinfonia mais condicente a tão nobre ensejo… Porém, como um “pie in the sky”, é anseio a mais, quando: “a ambição cega o coração!” e, aí, os jovens políticos passarão ou passariam a ser mais do mesmo…
Como puro exemplo temos, todos sem excepção, menos um, penso, ditadores presentes e passados do mundo, que ao se cegarem pela desmedida ambição, fazem/fizeram erros tremendos que causam/causaram um devassar de almas!
Um Gaddafi, que ao ser rico mas casmurro, teimoso e corrupto, acabará por sair a mal, bem na horizontal, ou de corpo retalhado fedorento… como de carne para hambúrguer se tratasse...
Vamos ver… vamos ver… o tempo o dirá.

Valdemar disse...

Artur sinceramente acredito muito nesta Juventude, tal como acreditei na nossa e a prova daquilo que fizemos está aqui bem evidente naquilo que ainda damos em prol de prevenir no presente para melhorar no futuro.
Muito sinceramente não me entusiasma muito o que se está a passar nos países Árabes. Mas não dúvides que ali está a Juventude a dizer basta e como deves estar a concluir esse não, tem uma força imparável. Referes e muito bem o todo poderoso Kadaffi, e que aos olhos de muitos o pensavam omnipotente e vai acabar por ir.
Temos de aguardar o que vem a seguir. Mas não dúvides que muita da nossa Juventude está atenta e a registar a evolução e a fazer uma séria aprendizagem.
Filho da Escola acredita que não estão todos infectados. Há montes de homens e mulheres sérios/as e de grande capacidade intelectual e outras.
Eu acredito.
Talvez eu não me tenha esclarecido o suficiente no artigo, mas está ali tudo o que se deseja. A concretização ou não dessa ambição, só o tempo o confirmará.
Um abraço do tamanho do Universo incorrupto.

Fuzo de agua doce disse...

Claro que os Jovens não têm a culpa de lhes terem «entregue» esta Sociedade individualista, corrupta e sem princípios, mas foram assim educados, e na minha modesta opinião, isto vai levar algumas gerações a mudar, se é que vai mudar.
Hoje o normal é: Abancarem na casa dos Pais e expreme-los enquanto puderem, se por acaso são daqueles que arranjam casa e casamento, entregam os Netos aos Avós enquanto eles tiverem capacidade para os aguentar,a seguir e se os velhotes tiverem algum, cravam com eles num asilo, se não tiver, abandonam-no num hospital ou em casa, e ála que se faz tarde.
Quanto á Politica, só se interessam por ela as Juventudes Partidárias, e esses têm a cartilha dos Políticos actuais, portanto está tudo dito.
Esta é a minha opinião sincera.
Um abraço
Virgílio

edumanes disse...

Vontade não faltará aos jovens de mudar o rumo ao que está mal. Mas talvez lhes falte coragem para o fazerem. Todavia não devem ficar adormecidos à espera que alguém o faça por eles, porque isso não irá acontecer? Também penso que os jovens estão um pouco afastados e desorganizados quanto à política. Mas esta tarefa de mudança terá que ser encarada a sério, pelos jovens, porque é o seu futuro que está, fortemente, ameaçado.
Bom fim de semana
Um abraço
Eduardo.

António Querido disse...

Os jovens com idade para exercer o seu direito de voto, estão a votar em branco, porque não acreditam nos políticos actuais, mas estou d`acordo com o Valdemar, eles não são parvos, estão apenas desligados da política, estou convencido que quando chegar a hora, saberão acabar com isto, tenho confiança na nova geração, que não é "Rasca" mas sim "À rasca" porque os corruptos levaram o País a esta situação, os nossos filhos e netos irão criar um País mais democrático!
Bom fim de semana, força aí na maionese!

TINTINAINE disse...

Nem a crença aqui reiterada pelo Valdemar, nem a descrença confessada do Virgílio encerram a verdade absoluta.
Um pouco como referem os outros comentadores, a pouco e pouco a nossa juventude começará a entender e recusar os caminhos que a actual política lhes põe à disposição e saberá encontrar o seu próprio rumo.