domingo, 6 de fevereiro de 2011

Familia quem és?

Não me digas que não sabes!!!
riodouroniassa.blogspot.com
Não digas que não sabes"""

«Para onde vais? »
No meio do mundo louco em que nos movimentamos, cada vez mais carnavalesco, infantalizado, egoísta e invejoso, o marketing transformou-se numa espécie de valor, quase absoluto, de apelo às fragilidades humanas!
Apesar dos seus disparates, o marketing atrai ardilosa e, não raro, fraudulentamente, qual serpente que encanta a sua presa!
Por isso , as pessoas vão; as pessoas compram, mesmo que não possam; as pessoas seguem, mesmo que não saibam; as pessoas caem, por não verem as armadilhas; as pessoas arrependem-se, depois; as pessoas choram, implorando, em vão, auxilio contra logro; as pessoas desesperam, por vezes de aflição
     E tudo isto acontece porque o quadro axiológico que as rege resume-se, quase só ao poderoso narkting, desprezando ou ignorando os verdadeiros valores!

3 comentários:

Artur Sousa (Leiria) disse...

Sem sombra de duvidas, o "marketing" é uma ciência, por mim, referida já, em alguns artigos passados, a qual destrói ingenuamente a ordem das prioridades inerentes à vida financeira de muitas famílias de Deus.
Um abraço!

edumanes disse...

Fico triste por pensar,
E no futuro piorando
Está na hora de mudar
As crianças estão chorando.

Andam muitos,os outros enganando,
Quando marketing vão apregoar
Cujo o verdadeiro vão despresando
Para muitos o seu produto comparar.

Fuzo de agua doce disse...

A publicidade é um produto necessário quando honesto, o problema é que raramente o é, e não há ninguém que ponha estes «vendedores da banha da cobra» na ordem.
Um abraço
Virgílio