domingo, 13 de fevereiro de 2011

EGIPTO = Mudar a História

As Farpas
riodouroniassa.blogspot.cm
Talvez o mundo mude depois disto.
Os acontecimentos no Médio Oriente são extraordinários-passe já a óbvia constatação, dada a dimensão dos factos históricos.
A queda de Mubarack, depois da revolução tunisina, consulida todos os sinais de esperança que acompanham os dias em que se escreve a história do mundo árabe.
Uma enorme massa de Jovens que se revê, pelo menos, no modelo Turco, que não abdica da informação potenciada pelas novas tecnologias, que não segue a cartilha estratégica da Irmandade Muçulmana, qua não se deixa contaminar pelo vírus da violência, do fanatismo, deixa uma mensagem clara a todos os regimes decadentes da região: preparem-se, que já não estão  tão seguros lá no alto da sua "manu militari".
Se não for esta a hora dos democratas árabes, não será nenhuma outra nas próximas décadas ou mesmo séculos.
Venceram. Era impossível, mas venceram.
"Egipto livre! Egipto livre!"
Chorar é o primeiro apanágio da liberdade.... e chorou-se nas ruas do Cairo. E festejou-se.
"Nunca sonhei que vencêssemos", dizia um estudante de 24 anos, no dia em que Mubarack caíu, a multidão foi a maior do Cairo.
O que aconteceu aqui foi uma coisa única.
Talvez o mundo mude depois ddisto

4 comentários:

TINTINAINE disse...

Hoje já houve manifestações com algum significado na Argélia. Vamos a ver o que o futuro nos traz.

edumanes disse...

Que o mundo vá mudar depois dos acontecimentos no Egipto. Se outros países o seguirem?
Agora até que arrumem a casa, muito trabalho vão ter pela frente.
Que o façam com inteligência, para que mais tarde não venha a sofrer as consequência da revolução, como tem acontecido com alguns países.
No nosso caso, melhor não nos poderia ter acontecido, do que a restituição da liberdade.
Passando Portugal após o 25 de Abril de 1974, a ser um País Democrático e livre.
Porém os que o têm governado até esta data, poderia ter feito melhor do que fizeram, cujos resultados estão à vista de todos.

António Querido disse...

A única coisa boa, que a revolução dos cravos nos trouxe, foi a liberdade de podermos falar, agora preparem-se, para aquela que irá limpar, os corruptos que só olham para a carteira deles e dos primos, não sou pessimista mas enraisaram-se de tal maneira que para os arrancar só cavando bem fundo, eles não vão saír com cravos, e vão-nos mostrando isso!
Até lá saúde da boa!

Fuzo de agua doce disse...

Como escreve o Tintinaine, a coisa parece estar a propagar-se a outros Paises também já ouve manifestações no Iemen, vamos ver o que vai dar esta onda de revolta, os fanáticos não dormem, e estão á espreita duma oportunidade, e depois há muitos milhões de privilegiados, que não querem perdem o bem bom, por tudo isto não vai ser fácil implantar a Democracia nestes Paises, há que lutar para que isso aconteça.
Um abraço
Virgílio