quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Uma Questão de moralidade

Rumando a África
riodouroniassa.blogspot.com 
Quando de uma remuneração mensal de 10 mil euros num determinado sector é classificado como uma verba simbólica e o ordenado mínimo de 500 euros é exagerado, então o edifício da democaracia de Abril de 1974 há muito que ruiu, dando lugar à tragédia.
Estes caras mandam  bem, palmas para eles.
São os bonecos  dos ventrílocos (povo português) falando o  que gostariamos de falar:
É um desabafo de toda uma situação de revolta:
Um País de poucos
Taxas e mais Taxas, e toda a safadez que "ainda" podemos supor.
Olha o Egipto aí...
São várias maneiras de nos escravizarmos.
Não vislumbramos nenhum retorno no pagamento dos nossos impostos. Nada, nem saúde, transportes, moradia, segurança e nem porra de nada.
Só assaltam os nossos bolsos.
Terra de todos nós... amigos dos Reis.

8 comentários:

Valdemar disse...

Se vierem uma data de comentários é porque o meu causou polémica, mas aqui vai... Desde a época aurea dos descobrimentos que "a arraia-miúda" deste nosso Reino teve/tem duas opções... Ou ficam na terra a gramar a trêta dos srs. doutôres ou então quem não estiver de acordo EMIGRA... Que para mim, não fossemos nós 5 milhões (oriundos de um país de 10) é também uma forma de protesto... Porque isto dos grandes manifestações/revoltas em Portugal se contarem pelos dedos é algo "que os iluminados gostam"... E um exemplo bem claro é que durante as eleições descobriram-se falcatruas de gente que nos governa e ninguém foi para a rua reclamar... ACORDA PORTUGAL!... PERDESSE DE NOVO O BENFICA NO PORTO E SERIA O BONITO EM LISBOA!
Valdemar Alves

Valdemar disse...

Muitos desses profetas da desgraça e uma grande parte do chamado pé descalço dão-lhe total cobertura e por vezes são ordinários e isso também se deve infelizmente à falta de cultura deles.
Ma sna hora de deecidirem são eles que decidem com os que por alturas de eleições lhe oferecem ou dão umas benesses.
Esre país não é decido por quem lê Jornais, mas por quem limpa o cú a eles.
Jogaram Lampeões e Andrades, o País parou as conversas neste dias depois de acabare,m as conversas da rodilhe e intriga é o Jogo.
No nosso tempo ainda havia Salazar, Putas Fados Caracóis e Vinho Verde. Agora até as Putas são importadas.
Como se pode chamar clubes Benfica e Porto se chegam a jogar com um ou dois portugueses e o resto é estrangeirada.
Depois tem alguns que nem sabem o nome dos jogadores.
Não acredito que isso se passe com o Tintinaine e o Virgilio. Ó Xará eles se não souberem o nome deles todos devem saber pelo menos de metade!! Ou não será assim.
Recordando Solnado. Façam favor de serem felizes.

António Querido disse...

Para o Valdemar Alves, conheces aquela do nosso Povo "Na terra dos cegos, quem tem olho é rei?"
Pois é meu amigo, os reis que nos têm governado após o 25 de Abril não têm só um olho, têm 3 e todos bem abertos, os outros estúpidos que têm os mesmos olhos, mas todos fechados, lá vão aplaudindo e dando beijinhos, eu tab. Emigrei na hora certa, em 1969, regressei em 1975 após o 25 de Abril, em que todos eram ricos, vim parar a uma terra de pescadores, em que a carne mais cara que vendia eram eles que a compravam, em que os agricultores, que até então só ganhavam para comer, começaram a aparecer com gipões de alta gama, comprados com subsídios vindos da UE, isto aqui todos sabemos que foram uns anos de paraíso e riquesa, em que toda a gente esbanjou dinheiro a torto e a direito sem fiscalização, todos agora estamos a pagar essa fatura, quem criou raízes vai aguentando, quem pensou que aquilo nunca mais acabava, está a gemer e de que maneira, os jovens só têm uma saída, escolherem muito bem o País, para tentarem saltar daqui!
Um abraço
Páscoa

António Querido disse...

Desculpem, esquecime de desejar boa sorte ao Valdemar Marinheiro, com a minha Naval Hoje!
Quem vai ganhar é o Moser, não pode ir tudo para Lisboa!

Valdemar disse...

Só há milagres e acontecem a caminho de Fátima quando lá vai o Jornalista.
Querido nós somos simpáticos e racionais.
Prepara-te para chapa três. Tu não vês que o Mozer é Mouro.
Vinham logo os Lampeões puxarem pelos galões.
Desejo-te toda a felicidade paraa tua Naval, mas não hoje, apesar de teres as Carpideiras Lampeonas a torcer por ti.
Que vão dar banho ao cão e se lavem na mesma água.
Levezinho 3 Naval já- foste.
Um abarço do tamanho do Lago.

Valdemar disse...

Acabo de ler pela terceira vez esclarecimentos referentes aos escândalos do MISTER CAVACO (sem pés nem cabeça), publicados pela PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA que são um insulto à inteligência dos portugueses... ESSE PR NEM PARA VENDER BANHA DA COBRA NA FEIRA DA LADRA SERVE!
Valdemar Alves

Fuzo de agua doce disse...

Estamos entregues, todos já sabemos, mas há uma referência na mensagem do Valdemar que também já falei por aqui, e que é o que está a acontecer no Egipto, embora reconheça que por cá «o Povo é sereno», tanto o pisam que algum dia acorda, e espero que não seja da pior maneira, ou seja igual á que está a acontecer no Egipto.
Um abraço
Virgílio

edumanes disse...

Português de paixão,
Pelos ricos explorado
Que ao pobre nada dão
Deveria ser enforcado?

Suas regalias vão tirando,
Querem suas bocas calar
O povo mais pobre vai ficando
Sem assistência vai ficar.

Se assim continuar,
Sem pão para comer
Seus filhos vão chorar
O que havemos de fazer.

Uns vivem com fartura,
Outros de tanta pobreza
Numa luta de procura
Para vencer a tristeza.

A nobreza selvagem,
Que no país apereceu
Será que não há coragem
Ou a esperança já morreu?