quinta-feira, 24 de junho de 2010

Fuzileiros no Douro =Brifingue e Relatório após a Operação Rio Douro/Cancelos-Sebolido:- Por Fuzileiros da 1ª C.F.Z. Nº 2


Nome da Operação:
- Rio Douro/Cancelos/Sebolido e Freguesias circunvizinhas.
=Percursos alguns sinuoso e Contactos no decorrer da Operação:
Programação:
 =Saída do Carlos Tintinaine da Póvoa do Varzim às 08h30m
 =Encontro Agostinho Verde em Penafiel às 09h15
=Chegada a Sebolido encontro com o Valdemar Marinheiro às 1000 horas.
=Deu-se o primeiro encontro Valdemar = Agostinho que não se conheciam pessoalmente.
=Valdemar apresentou ex-presidente da Junta Albano Pombas o qual desejou aos visitantes um dia de recordações inesqueciveis.
=Arrumação da Viatura do Carlos e seguiu-se  na do valdemar.
=Visita Pastelaria Senhor do Monte, onde foi apresentado um Soldado que tinha prestado serviço  em Cabo Delgado e depois na Guiné, com quem o Verde trocou uma troca de recordações.
= Encontro com Sérgio do grupo de primeiras Tropas do Exército que serviram em Metangula
= Encontro com Manuel Cardoso, sobrevivente do Naufrágio de Mopeia Rio Zambeze, onde o Carlos e o Agostinho ouviram de viva voz o relato da tragégia.
 = Leitura de quadras escritas e lidas pelo Agostinho sobre o Naufrágio. Que originou ocorrência de lágrimas, tal a alegria e comoção do Manuel Cardoso.
= Visita à Fábrica de fabricação de aglomerados para abelhas, onde o Sérgio Correia é proprietário. ( Os convidas saíram depois da aula do Sérgio mestres em material Apicola.
= Visita teleguiada pelo Valdemar mostrando-lhe a Serra da Boneca, onde em tempos era dali extraída a Lousa que tantos angerós forneceu e lousas para as escolas da nossa infância, também dali se apanhava a carqueja e a queiró que carrevamos à cabeça e aos botenos era vendida aos Barqueiros que a transportavam para o Porto para a utilizarem nas Padarias etc. etc.
= Visita às Ventoinhas Eólicas e à Capela de S. Pedro no alto da Serra e já pertença da Freguesia de Canelas, aliás à qual Sebolido já pertenceu até 3 séculos atrás e era seu lugar.
= No seguimento visita à Capela de Santa Lúzia, onde na segunda-feira de Páscoa de todos os anos ali se festeja. Festa essa que ainda mantém muito do tradicional de outrora. Em ambos os casos eles ficaram maravilhados pelas mesas ali colocadas e onde se pode passar uma tarde maravilhosa.
= Atravessamos para mostrar  o centro da Freguesia de Canelas e de novo a ter a permanente Companhia do Colossal Rio Douro.
= De novo entrada em Sebolido e mostragem do Centro Recreativo e Cultural que em tempos funcionou como Escola do Ensino Primário ( Aliás onde meu Pai eu e meus Irmão fizemos a 4ª classe).
Foi reconstruída por voluntários Sebolidenses e do qual fui Director quatro anos, 1º como Presidente co Conselho Fiscal e depois como Primeiro Secreário da Direcção e Responsável pelas Secções Cultural e Recreativa, a mostra de todas as instalações, Auditório, Gabinete de Direcção, Sala de Estar, Bar, Sala de Estar com Jogos e a Biblioteca que é a minha realização de que tanto me orgulho. Fui Muito feliz aqui faz parte de mim.
= Seguiu-se até Rio Mau, a mais recente Freguesia do Concelho de Penafiel e que apesar de ter pertencido como Lugar à Freguesia de Pedorido se desvinculou e quase durante três séculos esteve integrada como Lugar na Freguesia de Sebolido
= Num Restaurante na Foz junto ao rio com um Barco Turistico do Douro Azul atracado que partiu pouco depois, já que os Fuzos optaram por  continuar por ali e então dar-se ao Dente.
= Chegada do Manuel Araújo Cunha, outro Filho da Escola de Comunicações que prestou serviço no Comando Naval em Moçambique. Autor de várias obras Editadas sobre o Rio Douro, sendo ele um Rimauense/Sebolidense de sete costados e um apaixonado por tudo o que se liga ao seu Rio Douro. 
= Quem logo nos surpreendeu pela positiva  foi o meu Conterrânero Pikó e pessoa já conhecida de todos nós nos seus comentários na minha modesta o+inião de qualidade superior, que um a um falou com todos nós.
 = Segui-se via Cancelos, para o embarque no Valboeiro "O MARINHEIRO", onde foi feito o teste da descida e súbida das cordas com percurso sinuoso, onde os Fuzos a necessitar de um treino para readquiri a forma ainda estão com grande genica.
 Mesmo fazendo-se sentir alguma ondulação nas águas do Douro, não houve enjoo.
= Viram e admiraram segundo eles ao Lugar de Midões/freguesia da Raiva e o S. Domingos da Queimada com a sua capelinha edificada lá no alto da Serra e no qual todos os anos no dia 4 de Agosto se reliazam a Festa. Que tem uma adesão muito grande de gente da Terra e forasteiros vindo de longe muitos deles.
= Seguiu-se percurso para conhecer a casa no recanto e as leiras (hortas), mas antes com a passagem pela uma lingueta que recente reconstruí e onde lhes ministrei uma aula de pescaria. Como se tira  peixe da Rede (Mugeira) e Chumbeira.
Resultado:- Foram capturados : 1 Achegá,1 Barbo, 1 Perca Lúcio e várias percas.
= Um Soldado que esteve em Metangula com o Carlos, ao saber da visita e como não poderia estar presente fez questão de deixar uns pipinos e alfaces, ao qual eu juntei umas Cebolas e Limões como dois frascos de Mel "In Made Cancelos/Sebolido"( para saberem que tal como o Rio, também a Terra produz) e ainda, para lhes relembrar as Mochilas e rações de Combate", para se não esqueceram não poderiam ir de mãos a abanar.(Desculpem a divulgação) e, como eles não resistiram a beber água da Fonte é provável que eu os tenha contaminado com a abstinência.
Dito isto e como o convívio era por um dia lá nos dirigimosaté ao carro do Carlos.
 Os abraços da praxe, com a promessa de novo encontro, logo com o Convite do Agostinho, que por vontade expressa seria logo no dia  seguinte.Calma filho da escola!!! Há mais marés que Marinheiros.
Amigos foi uma enorme felicidade que senti.
A nossa riqueza está na partilha. 
É sempre muito mais o que recebemos, para o pouco que damos.
 Leitores dos Blogues o meu muito obrigado e permitam-me que partilhe com todos vós esta enorme felicidade vivida por todos nós.
 Bem Hajam e Obrigados.
 Com um até já.
Quando Tiver de Partir, não me vais custar morrer. Vai sim euter de deixar tudo o que amo. Não tenho tudo o que amo, mas amo tudo o que tenho.

6 comentários:

Fuzo de Agua Doce disse...

Um dia bem passado, e bem descrito, que não conhecendo, nem locais, nem pessoalmente nenhum dos envolvidos neste acto de Camaradagem, parece que também me senti envolvido ao ler esta mensagem do Valdemar.
Um abraço para os envolvidos neste encontro
Virgilio

TINTINAINE disse...

Ah grande Valdemar! Melhor seria impossível.
Com este relato tão detalhado de todos os nossos passos, poupas-me o trabalho de ter que contar tudo do meu lado.
Obrigado por tudo. Pelas boas-vindas, pela recepção, pela visita guiada, pelo almoço, pela visita ao teu cantinho à beira.rio e, principalmente, pela tua amizade.

eduardo maria nunes disse...

Foi um encontro amigo
Não foram, beber, à fonte
Na freguesia de Sebolido
Visitaram pastelaria senhor do monte

Outros lugares visitaram
Também muito importantes
Outros amigos encontraram
No rio Douro foram navegantes

Foi um dia bem passado
Segundo refer o Valdemar
As recordações do passado
Também não ficaram por falar

Pela casa do Sérgio passaram
De sua actividade aulas receberam
E de suas abelhas falaram
E os alunos a lição aprenderam.

Valdemar disse...

Abraço Amigo.
Sim o Sérgio é um conterrâneo meu e uma pessoa excelente.
Tal como nós adora Metangula e o Lago Niassa. Um dos sonhos que ainda não realizou foi voltar a Metangula.
Mas segundo ele ainda está decidido a ir lá.
Não percebe destas coisas da NET, mas uma das suas filhas agora tem a referência dos Blogues e como tal passa a mostrar-lhe.
Tem uma grande consideração pelo amigo. Só lhe faz referência elogiosas.
Um abraço Amigo daqui do recanto da nossa Aldeia.

eduardo maria nunes disse...

O teu abraço recebi
do recanto da tua aldeia
Fico contente por ti
De coração e alma cheia.

Obrigado pela consideração
Que por mim Sérgio tem
Grande amigo do coração
A verdade não engana ninguém.

Por toda a confiança
Que em mim deposita
Nunca perco a esperança
Em quem em mim acredita.

Sou amigo de verdade
Acredita podes crer
Falo de ti com vaidade
Por tua amizade merecer.

Da internet não quer saber
As suas abelhas o Sérgio tem
Gosta de as visitar ao amanhecer
E ao anoitecer também.

Para Sérgio e Valdemar
E seus familiares também
Para a vida continuar
Com muita saúde convém.

Um abraço Eduardo.

Manuel Araújo disse...

Olá camaradas e amigos. É para mim um privilégio ter sido citado na descrição do Valdemar. Pena foi não poder dispor de mais tempo e seguir até ao rio.
No próximo dia 6 de Agosto 2010, pelas 22horas, estarei na Póvoa de Varzim (Feira do Livro)a apresentar dois livros meus. Será uma tertúlia em que todos podem participar abertamente.
Apareçam, serão bem-vindos.
Abraço