terça-feira, 29 de junho de 2010

Muitas felicidades e  muitos anos de vida. Não foras tu e talvez as coisas tivessem sido diferentes. Seguramente és um dos pilares principais da minha abstinência
Reconhecer quanto foi importante, nunca será mendigar. Obrigado Amor.
Projecto Vencer
A Marinha onde não se proibe a venda de qualquer tipo de bebidas alcoólicas, é um exemplo de sucesso. O Projecto Vencer, similar aos programas de assistência a empregados desenvolvidos na decada de 90 pela OMS e a OIT, tem por base a detecção precoce do consumo de bebidas alcoólicass como meio preventivo de dependência. A desintoxicação, é feita no Hospital da Marinha durante cerca de 10 dias o alcoólatra é sujeito a um regime de internamento de cerca de 28 dias, seguido de acompanhamento, de ambulatório e participação em reuniões semanais com o pessoal técnico da UTITA.
Prevênção à Recaída    
Para evitar uma recaída, é depois integrado num programa de viguilância clinica, sujeito a análises toxicológicas e clínicas, e ajudado quer pela familia, quer pelos de grupos se auto-ajuda. Responsabilizar o Doente     
O trabalhador alcoólico tem de sentir que o seu emprego está ameaçado. Por isso é importante que as chefias sejam envolvidas.    Devem apreciar as suas qualidades mas também informá-lo de que caso se mantenha o consumo de álcool, a sua aptidão fisíca e psica seja avaliada por uma junta médica e a sua carreira poderá ser prejudicada.     Agradeço ao Agostinho Verde e ao Virgilio os artigos por eles públicados e que me levaram a voltar de novo a este tema, já que é o terceiro caso de morte a nivel mundial e onde em Portugal morrem 8 pessoa por dia, isto é; morrem quase tantas pessoas por ano como em 13 anos de guerra no Ultramar.
Nota :-: O tratamento aqui mencionado está de acordo com aquele que é feito em Centros de Alcoologia a exemplo: Coimbra. Sou Abstinente há 23 anos e com tratamento em ambulatório. (Monitor em total voluntariado) Se tem problemas com o álcool pela sua saúde e bem estar de si e sua familia, não beba.

1 comentário:

Fuzo de Agua Doce disse...

Muito bem Amigo Valdemar, continua porque é um trabalho que não acaba nunca, diria até que pelo andar da carruagem, é um problema que se vai agravar, pelo que se vê na nossa Juventude.
Um abraço Virgilio