quarta-feira, 9 de junho de 2010

Os Abutres do Poder

E O Povo Pá?
                I
Tentam os muitos abutres sordinas,
como  míseros tachistas e camelões
Juntando-lhes todas as aves rapinas,
a tentarem sacar todos os nossos tostões.
                 II
Medidas que continuam dia a dia a publicar
Dizendo que é para Portugal a divida pagar,
mentira, porque apenas visão  nos  enganar,
procuram a eles, amigos e  bancos engordar
                 III
Mas o povo trabalhador honesto,
lutará e, jamais baixará os braços,
Cada dia aumenta mais o  protesto
Que os vão obrigar, a acabar com os tachos.
                   IV
Deveriam saber respeitar,
Gente ordeira que trabalha
Pagando-lhes  para eles governar,
como homens e não como escumalha.
 Governo com O PEC, tenta nos por iguais

Os abutres cada dia nos vão depenando com mais forca. Até quando?

2 comentários:

TINTINAINE disse...

Boas observações e boas rimas Valdemar.
Dá-lhes com força que eles merecem.
Como dizia a minha avòzinha - Só se perdem as que caem no chão!

Fuzo de Agua Doce disse...

Não sei quem tirou as penas ao galo, se são os mesmos que nos estão a tirar a pele, o que ainda é pior, embora acredite que o galo vá passar um mau bocado no próximo Inverno, nós vamos passar todas as estações em muito mau estado.
Um abraço
Virgilio