terça-feira, 26 de Janeiro de 2010

Rio Douro, Mar Alto,Lago Niassa



Amores de Marinheiro

Quem tem amores não dorme
Nem de noite nem de dia
Dá tantas voltas na cama
Como o peixe na água fria
               II
Vai Marinheiro vai vai
Vai buscar a Laurindinha
Vai Marinheiro vai vai
Que ela é tua não é minha
            III
A roupa do Marinheiro
Não é lavada no rio
É lavada no mar alto
À sombrinha do Navio
          IV
ADEUS Ó  LAGO NIASSA
Deixei o Farol
Que o controle regula
Vou pelo caminho
Dizendo baixinho
Adeus Metangula
Minha homenagem, e o meu amor, no ano em que faz quarenta anos que de lá saí, esse amor perdura

Sem comentários: